icons.title signature.placeholder Rafael Sandrão
24/12/2013
11:09

O ano de 2012 quase representou o fim da carreira de Dani Piedade. que sofreu um acidente vascular cerebral (AVC) durante o aquecimento antes de uma partida de sua equipe, o Krim Mercator, da Eslovênia.

Mal sabia a pivô, que o melhor ainda estava por vir. Aos 33 anos, a atleta sobreviveu e vivenciou o dia mais importante da história do handebol brasileiro. A vitória por 22 a 20 diante da Sérvia, em Belgrado, garantiu o título mundial de handebol ao Brasil.

No desembarque brasileiro, Dani Piedade falou sobre sua maior conquista dentro da Seleção Brasileira e sua volta ao esporte.

- Pra quem não iria jogar mais handebol, isso aqui é sensacional. Minha família e meus amigos me levaram para a vitória sempre. Eu não conseguia pensar em nada na hora do título. Até agora não sei bem o que está acontecendo - comentou Dani.

Para aqueles que não conhecem o sabor de um título Mundial, a pivô mandou seu recado.

- Posso dizer que o sabor é bem doce. Igual de rapadura (risos) - brincou Dani Piedade.