Andy Murray em Paris

Andy Murray em Paris (Crédito: FFT)

LANCE!
27/11/2015
17:18

Tendo mais trabalho do que imaginava, o britânico Andy Murray, vice-líder do ranking da ATP, venceu o belga Ruben Bemelmans, 108º da ATP, e igualou o confronto da final da Copa Davis. David Goffin venceu o primeiro embate contra Kyle Edmund.
No saibro de Ghent, Murray precisou de 2h24 para fechar o placar da partida e 6/3 6/2 7/5 tendo convertido quatro aces contra três do belga, que cometeu 27 erros não-forçados contra 47 do britânico, que bateu 27 bolas vencedoras contra 34 de Bemelmans.
Murray conquistou sua sétima vitória consecutiva em simples na Copa Davis e está a uma de igualar os recordes de John McEnroe em 1981 e Mats Wilander em 1983, que venceram oito partidas consecutivas e em uma temporada pela competição. Para isto, o escocês precisará vencer o confronto entre números um contra David Goffin, no domingo. Mas antes, ao lado do irmão Jaime, neste sábado, Andy tentará o segundo ponto para sua equipe no confronto de duplas contra Kimmer Coppejans e Steve Darcis.
O jogo
Firme no saque, Murray viu Bemelmans abrir o jogo cometendo duas duplas-faltas e dois erros e sendo quebrado no segundo game da partida. Firme, o britânico teve 2/0 no placar, mas vacilou, viu o belga, empurrado pela torcida, subir à rede e devolver a quebra de saque. O jogo seguiu disputado, até que afobado, Bemelmans voltou a cometer erros no sexto game, foi quebrado e viu o escocês administrar a vantagem do set.
Na segunda parcial, Murray manteve o ritmo, abriu 2/0 no placar com quebra, mas viu o adversário resistir em seus games de saque e dar muito trabalho ao britânico com bolas rápidas de fundo de quadra e fechando bem à rede. Murray não deixou por menos, fez duas belíssimas devoluções de saque com backhand na cruzada e conquistou nova quebra no sétimo game sacando e fechando o set.
No terceiro set a partida esquentou de vez, as duas equipes levaram advertências do árbitro português Carlos Ramos. Os britânicos chegaram a perder um ponto no quarto game da partida porque Murray tocou a rede e reclamou da marcação dos juízes. Com games longos, Bemelmans sofreu por cinco minutos para confirmar seu saque no quinto game e na sequência conquistou a quebra de saque e abriu 4/2, mas sacou mal no sétimo game e foi quebrado. Com tudo igual no placar, Murray sofreu por sete minutos no décimo game, precisou salvar setpoint, confirmou game e na sequência quebrou o serviço do belga e sacou fechando a partida.