Australian Open - Maria Sharapova (Foto: Vivek Prakash/Reuters)

Australian Open - Maria Sharapova (Foto: Vivek Prakash/Reuters)

Tênis News
13/11/2015
18:00
Praga (República Tcheca)


Na disputa da grande final da Fed Cup, tanto a atual campeã República Tcheca quanto a desafiante ao título Rússia esconderam as estratégias de seus capitães até o último instante, no momento do sorteio dos confrontos nesta sexta-feira.

Enquanto as russas receberam a veterana Svetlana Kuznetsova na equipe e a capitã Anastasia Myskina não a escalou para a disputa, as tchecas tinham a dúvida de escalar a inexperiente, em Fed Cup, Karolina Pliskova e Lucie Safavora, que há 12 anos defende o país na competição e ajudou a conquistar três títulos.

O capitão Petr Lava optou pela 11ª do ranking da WTA, Pliskova, em detrimento da nona, Safarova, que ainda há menos de um mês ficou oito dias internada com uma infecção pulmonar.

A opção por Pliskova não surpreendeu a número um russa, Maria Sharapova: "De alguma forma imaginava que jogaria contra Pliskova considerando seus resultados", declarou em entrevista coletiva."Ela tem um grande jogo, bom saque e grandes golpes, isso é o que se pode esperar dela em jogo. Por isso ser a mais agressiva e bater forte será extremamente importante", analisou a quarta do ranking da WTA.

"Não sei se estou surpresa com a decisão do capitçao tcheco. Pensava que Pliskova poderia jogar, desta forma conversaremos hoje a noite. Conhecemos todas elas, está tudo certo", declarou a capitã russa, Myskina, primeira tenista do país a vencer um título de Grand Slam em Roland Garros 2004.