Neymar

Neymar está completamente recuperado de sua lesão no pé direito (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Marcio Porto
23/06/2018
12:49
Enviado especial a Sochi (RUS)

O médico da Seleção Brasileira Rodrigo Lasmar afirmou em entrevista coletiva neste sábado que Neymar está completamente recuperado de sua lesão no quinto metatarso pé direito. Na última semana o camisa 10 deixou o treinamento ainda no aquecimento se queixando de dores no tornozelo, situação que Lasmar garantiu não ter relação alguma com a cirurgia realizada em fevereiro.

- Na semana passada, todos viram um lance em que ele se queixou um pouco de dor, saiu. Desde o primeiro momento frisamos que era situação que não tinha nenhuma relação ao problema pelo qual foi submetido a cirurgia. Teve uma pancada. Como tínhamos previsto, treinou normalmente, foi para o jogo. Nenhuma queixa novamente no pé, no tornozelo. Ele colocou a mão em alguns momentos no tornozelo esquerdo, decorrência de traumas esperados, de um atleta muito ágil, os adversários fazem falta para tentar pará-lo. Não nos preocupamos com o problema que ele teve a cirurgia. Está totalmente recuperado - afirmou o médico brasileiro.


Neymar vem se irritando ao longo das partidas devido a sequência de faltas que ele vem sofrendo. No jogo de estreia contra a Suíça, o atacante sofreu dez faltas durante os 90 minutos e contra a Costa Rica mais uma vez foi 'caçado' em campo. A perseguição ao camisa 10 brasileiro preocupa pelo possível fato de resultar novamente em uma lesão, mas para Rodrigo Lasmar essa série de faltas não preocupa e a responsabilidade de evitar essa situação é somente da arbitragem.

- Com relação a faltas, pouco pode ser feito. A gente espera que haja conduta da arbitragem coibindo isso. Não falo especificamente risco do Neymar. Faltas são situações de jogo, podem acontecer. O problema no tornozelo esquerdo não é nada que preocupe, amanhã ele fará o trabalho normal com os demais jogadores. Foi só para exemplificar. Gostaria que entendêssemos o caso do Neymar, que ele não tem mais nenhum problema no pé direito. Está totalmente recuperado, mas ainda está em crescente com relação a ritmo de jogo, confiança. A cada jogo, ele se sente um pouco melhor. A recuperação dele é individualizada, como a de outros jogadores. Ontem, houve um aumento de cerca de 25% de jogadas de alta intensidade, piques acima de 25km/h. Comparativamente ao nosso primeiro jogo, houve aumento dessa intensidade - concluiu.

A Seleção Brasileira volta a campo contra a Sérvia pela última rodada do Grupo E, na próxima quarta-feira, às 15 horas, no Estádio Spartak