Bruno Cassucci
09/08/2016
06:10
Enviado especial a Salvador (BA)

A Seleção faz a sua pior campanha no torneio de futebol masculino olímpico em 44 anos. A equipe, que empatou com África do Sul e Iraque na Rio-2016, não tropeçava nos dois primeiros jogos da competição desde 1972, nos Jogos de Munique, na Alemanha.

Na ocasião, assim como agora, o Brasil caiu em uma chave considerada fácil, mas decepcionou. O time perdeu para a Dinamarca na estreia e empatou com a Hungria na sequência. A despedida também foi com derrota, para o Irã.

Nesta quarta-feira, diante da Dinamarca, em Salvador, a Seleção tenta não só se recuperar como também garantir a classificação para as quartas de final da Olimpíada. Caso perca, a equipe chegará à quinta eliminação na primeira fase dos Jogos.

Além de nunca ter conquistado a medalha de ouro, o Brasil deu vexame em 1960, 1964, 1968 e 1972. Curiosamente, o período coincidiu com a fase mais vencedora do país em Copas do Mundo, com títulos em 1958, 1962 e 1970.

Desde o fracasso em Munique, a Seleção ficou fora dos Jogos de 1980, 1992 e 2004. No entanto, em todas as participações conseguiu passar de fase.

As melhores participações do Brasil em Olimpíadas foram em 1984, 1988 e em 2012, quando ficou com a medalha de prata.