Yago Rudá
22/02/2018
02:41
São Paulo (SP)

Depois da derrota por 2 a 1 para o Ituano, nessa quarta-feira, fora de casa, cerca de 70 torcedores do São Paulo resolveram passar parte da madrugada em frente ao CT da Barra Funda para protestar enquanto aguardava a volta da delegação que esteve em Itu. Na manifestação, além de pedir por reforços e pela demissão de Dorival Júnior, houve até a solicitação da chegada de Vanderlei Luxemburgo.

O principal alvo era Dorival Júnior. Os presentes chegaram a cantar "ô, ô, ô, queremos treinador" e "Ô Dorival, quebra meu galho, sai do São Paulo e vai pra casa do c...". Foi pedida a contratação de Vanderlei Luxemburgo, que está desempregado desde que foi demitido pelo Sport, no segundo turno do Brasileiro do ano passado, quando brigava contra o rebaixamento.

Em relação aos jogadores, torcedores gritaram estar cansados de "time amarelão" e apontaram "corpo mole" dos jogadores, segundo membros da organizada, "para derrubar o Dorival", com a cobrança por comprometimento. À diretoria, a exigência foi por nomes de peso, como o meio-campista Hernanes e o atacante Calleri, com passagens recentes de sucesso pelo clube.

Quando o ônibus com jogadores, comissão técnica e diretoria chegou ao CT da Barra Funda, por volta das 3h, os cantos foram repetidos, mas o entoado com mais força foi "muito respeito com a camisa tricolor", entre palavrões. Pouco antes de o ônibus aparecer, os gritos eram de "Ah, mas que saudade, quando o São Paulo jogava com vontade".

Os protestos desta madrugada continuaram mesmo com a delegação já dentro do CT e a promessa é de mais manifestações para a partida contra a Ferroviária, marcada para as 17h de domingo, no Morumbi. O São Paulo vem de duas derrotas seguidas e tem só a nona melhor campanha entre os 16 participantes do Campeonato Paulista.


A Independente, principal organizada do clube, divulgou o protesto em suas redes sociais. A uniformizada diz que foi com quatro ônibus para Itu e três deles foram direto para o CT da Barra Funda, para a manifestação. Houve diálogo com a Polícia Militar, que acompanhou tudo com 11 viaturas, para que tudo ocorresse pacificamente, como foi cumprido.

Enquanto aguardavam a chegada do ônibus do São Paulo, alguns torcedores chegaram a jogar futebol na avenida Marquês de São Vicente, em frente ao CT da Barra Funda.

Confira os vídeos do protesto, todos feitos pelo repórter Yago Rudá: