Ituano x São Paulo

São Paulo teve a chance de empatar no último minuto e desperdiçou pênalti (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

LANCE!
22/02/2018
00:48
São Paulo (SP)

Definitivamente não era a noite do São Paulo, tanto no aspecto individual quanto no coletivo. A derrota por 2 a 1 para o Ituano, fora de casa, foi recheada de erros que acabaram definindo o placar, e quando a fase não é boa, uma peça ou outra do time acaba virando o alvo da insatisfação do torcedor. Não foi diferente durante o duelo em Itu.

No primeiro gol do adversário a defesa são-paulina tentou fazer uma linha para deixar o atacante Ronaldo em condição de impedimento, mas o zagueiro Bruno Alves acabou dando um passo para trás e o atacante do Ituano ficou em posição legal para abir o placar. E o defensor sabe exatamente o que fazer para evitar novos equívocos.

- A gente está trabalhando. Nessas horas nada melhor do que trabalhar, trabalhar cada dia mais. É buscar as vitórias que elas vão vir - afirmou o camisa 34.


Bruno Alves tem noção de que as cobranças virão após mais um resultado negativo da equipe na temporada, mas entende o lado do torcedor e ao mesmo tempo defende o trabalho grupo, que agora tem como foco o próximo adversário no Paulistão.

- O torcedor tem razão. O torcedor do São Paulo está acostumado a comemorar títulos, e a mentalidade do grupo é essa. A gente lutou até o fim, mas, infelizmente, não saímos com os três pontos. Agora é descansar e já pensar na Ferroviária no domingo - declarou o zagueiro na saída de campo.

Outro que defendeu o empenho de seus companheiros foi Valdivia, que entrou após o intervalo para substituir Nenê. O meia-atacante do Tricolor, no entanto, lamentou os pontos perdidos.

- Estamos trabalhando muito, durante os treinamentos, apesar de ter pouco tempo para treinar. Temos de erguer a cabeça, nossa equipe tem muita qualidade. Tenho certeza de que a torcida vai estar junto. No próximo jogo, é voltar com tudo. Só que não podemos deixar pontos assim para trás - analisou Valdivia.