LANCE!
11/01/2017
06:50
São Paulo (SP)

Rogério Ceni ainda não comandou nenhum jogo como treinador do São Paulo, mas se depender do discurso de seus jogadores a torcida pode esperar um início promissor. Em Bradenton, nos Estados Unidos, onde o Tricolor realiza a pré-temporada e se prepara para a disputa da Florida Cup, impressiona o encantamento do grupo com o trabalho realizado por Ceni e sua comissão técnica.

Rodrigo Caio disse que nunca tinha visto treinos como os aplicados por Rogério e os elogiou. O capitão Maicon colocou o trabalho no patamar do que via na Europa, onde passou quase oito anos sendo destaque do Porto (POR), inclusive capitão.

As ideias de Rogério Ceni para treinamento são mais ou menos as seguintes. As atividades precisam ser com o máximo de intensidade. Só em casos especiais podem ultrapassar uma hora. A preferência é por exercícios em campo reduzido, diminuindo o espaço de ação dos atletas. Um detalhe importante: sempre com bola, mesmo que a tarefa do dia seja voltada para a parte física. Na visão de Rogério e sua comissão técnica, o trabalho sem a pelota desmotiva o atleta, deixa o ofício pesado e cansativo.

Rogério tem tentado aplicar esses fatores, absorvidos em sua experiência como jogador e nos cursos que fez na Inglaterra, com o auxílio de seus dois assistentes: o inglês Michael Beale e o francês Charles Hembert. A dupla é a extensão da cabeça do treinador no dia a dia. Um braço que ele fez questão de ressaltar em sua chegada.

- Não estou trazendo novos conceitos. Tenho os meus conceitos. Passei ao Michael e a nossa ideia bateu. O treino será montado no dia anterior, usarei dois campos por treinamento. Eles (Michael e Charles) têm muito a acrescentar. Sempre vou delegar funções, desde que as pessoas tenham competência. Fui atrás de algo que eu ainda não tenho, que é essa experiência no treinamento - afirmou Rogério, em sua apresentação.

Michael Beale estava comandando o sub-23 do Liverpool (ING) e é um teórico da bola, com nove livros publicados sobre métodos de treinamento e como trabalhar com jogadores da base. Já Charles é francês e trabalhava com logística para a Seleção Brasileira. Acompanhou Ceni na Inglaterra e fez os mesmos cursos que ele, na Inglaterra.

Até esta terça-feira, Rogério Ceni realizou nove treinos técnicos pelo São Paulo, sendo dois no Brasil no CT da Barra Funda e os demais nos Estados Unidos. A estreia na Flórida Cup será no dia 19, contra River Plate (ARG) ou Millonarios (COL). Aí o trabalho no treino começará a ser visto na prática.