Treino São Paulo no CT da Barra Funda - Maicon

Maicon concedeu entrevista coletiva após o treino desta terça-feira (Foto: Marcello Zambrana/AGIF)

LANCE!
08/11/2016
18:50
São Paulo (SP)

O zagueiro Maicon admitiu a insatisfação individualmente e com a temporada do São Paulo, que afastou a possibilidade de rebaixamento no Brasileirão na rodada passada. Um dos líderes do elenco, o jogador concedeu entrevista coletiva nesta terça-feira no CT da Barra Funda e fez um pedido para o próximo ano: a permanência do técnico Ricardo Gomes no comando da equipe.

- Não, não estou. Coletivamente não estou e individualmente também não, porque poderia ter ido melhor muitas vezes. A defesa até tem sofrido poucos gols, o que me motiva e dá moral para trabalhar. Insatisfeito não estou, mas faltou um algo mais. A equipe e eu podemos mais. Essa vitória contra o Corinthians mostrou a gente impecável na defesa, mas ainda assim me criticaram por lançar demais. Só que eu aprendi que se estou apertado é bola para frente. Prefiro aliviar o perigo. Mas mesmo com a goleada, têm críticas e se têm críticas, tem margem ainda para crescer. E não é porque sou mais velho que não posso escutar isso. Tenho que ouvir e melhorar. O ano não é satisfatório, mesmo com semifinal de Libertadores. No Paulista caímos para o Audax e fomos muito irregulares no Brasileiro. Não foi um ano positivo - analisou o zagueiro, antes de falar sobre a situação de Ricardo Gomes.

- Ninguém nunca está satisfeito com nada. Mesmo se ganha acham alguma coisa. Ele nos dá bastante confiança, tem feito o São Paulo criar oportunidades demais, mas ele não pode fazer gols pela gente. Ele trabalha para a gente criar e isso é notório que funciona, que faz a equipe jogar. Não tem razão ele não participar da próxima temporada. Acredito que a diretoria e os jogadores confiam e estão do lado dele - disse Maicon.

Sem mais risco de rebaixamento, o São Paulo tem 45 pontos e está em 12º lugar do Brasileirão. Ao ser perguntado sobre uma vaga no G6 para disputar a próxima Libertadores, Maicon voltou a lembrar da falta de regularidade da equipe e evitou fazer previsões.

- Eu sempre sou muito sincero nas minhas palavras e não prometo G6. Se pudesse, prometeria G4, mas não é assim. Temos que dar algo mais, mas sabemos que oscilamos ao longo do ano, por isso não prometo. Além disso, também não dependemos só de nós. Vamos fazer nosso trabalho e vai vendo rodada a rodada para saber se é possível disputar a Libertadores - afirmou.

Maicon concedeu entrevista coletiva após o treino desta terça-feira. O elenco são-paulino volta aos trabalhos nesta quarta, no CT da Barra Funda. O próximo duelo da equipe será apenas na quinta-feira do dia 17, diante do Grêmio, no Morumbi, pela 35ª rodada do Brasileirão.