Marcio Porto
28/10/2017
20:21
São Paulo (SP)

O técnico Dorival Júnior saiu satisfeito do Pacaembu neste sábado com a vitória do São Paulo sobre o Santos por 2 a 1 pelo Campeonato Brasileiro. O comandante destacou a solidez do time na partida, mas fez um alerta para a sequência do campeonato. O Tricolor chegou aos 40 pontos, se distanciou da zona do rebaixamento, mas ainda não está livre.

- Nos criou uma série de interrogações (refere-se à derrota para o Fluminense), mas a equipe vem encontrando um caminho, ainda não consolidado, por isso não podemos relaxar. Nossa situação até 15 dias era complicada, duvidosa. A todo instante alguma coisa negativa acabava acontecendo - afirmou Dorival.

O técnico chegou há 14 jogos de invencibilidade no Pacaembu, com 100% de aproveitamento. No entanto, ele acredita que os números são apenas coincidência.

- O Pacaembu está sendo uma coincidência, fruto de trabalho, mas só um número importante de vitórias. Na Vila Belmiro também tínhamos números positivos, mas é contingência do trabalho não do Dorival, mas de um grupo todo. Futebol é sempre coletivo - analisou.

O técnico comentou outros assuntos, como o carinho que recebeu dos jogadores do Santos antes da partida. Todos foram abraçá-lo, sinal de respeito pelos dois anos que passou no clube com o mesmo grupo. Foi demitido em junho deste ano. Confira abaixo:

Análise do jogo
O São Paulo foi muito forte na sua marcação, no seu posicionamento porque não abrimos mão do ataque, pela agressividade que tivemos no combate nos setores em que o Santos iniciava as jogadas. É só olharmos as penetrações do Santos, nenhuma. E é uma equipe especialista em triangulações, um histórico que tivemos lá por dois anos e ficou. É basicamente a mesma equipe que vinha atuando comigo.

Carinho dos jogadores do Santos
Conviver com um fato como esse, de ter todos os jogadores (do Santos) vindo ao banco de reservas... esperava por uma troca, que é normal, mas aquilo me pegou de surpresa, me emocionou muito. Mostrou que os dois anos valeram a pena, e a demonstração de carinho vai ficar marcado para o resto da vida. Melhor do que muitas conquistas que tive na vida e não tiveram impacto como a atitude dos jogadores do Santos hoje. Agradeço, porque o que tivemos nestes dois anos foi muito respeito, troca e algumas conquistas importantes, além do crescimento individual de jogadores que estavam em campo hoje.