LANCE!
28/10/2017
19:25
São Paulo (SP)

Em jogo com 40 mil torcedores (exatamente 40.004) no Pacaembu, o São Paulo bateu o Santos por 2 a 1. Marcos Guilherme e Cueva marcaram para o Tricolor, mas ambos receberam belas assistências de Hernanes para balançar a rede. O Profeta brilhou como "garçom" e teve grande atuação no clássico, recebendo a maior nota do LANCE! no duelo. Veja as avaliações para os dois times abaixo.

ATUAÇÕES > SÃO PAULO
Thiago Ferri (thiagobastos@lancenet.com.br)

6,0
Sidão

Sem ter o que fazer no gol do Santos, foi pouco acionado debaixo das traves. Deu seus sustos nas saídas da meta, mas sem comprometer.

6,5
Militão

No primeiro tempo foi o defensor são-paulino com mais trabalho, com Bruno Henrique. Na etapa final conseguiu anular o atacante e subiu bem.

6,5
Arboleda

Foi bem em cima de Ricardo Oliveira em dois lances após o primeiro gol do Santos. Trouxe perigo também jogadas pelo alto no ataque.

6,5
Rodrigo Caio

Assim como seu companheiro de zaga, teve uma atuação segura. Cometeu poucos erros no clássico.

6,0
Edimar

Teve muito espaço para jogar, especialmente no segundo tempo, mas as jogadas com ele poderiam ter sido mais perigosas.

7,0
Jucilei

Foi muito bem antecipando-se e cresceu quando o São Paulo adotou uma marcação mais alta no campo de ataque. Bom jogo.

6,5
Petros

Foi discreto no primeiro tempo, mas no segundo começou a ganhar espaço para chegar à área santista. Chegou a mandar uma bola na trave.

8,0
Hernanes

Mais um jogo em que ditou o ritmo com muita qualidade. Deu duas assistências e ainda criou mais. Decisivo, como tem sido.

7,5
Cueva

Junto de Hernanes foi a liderança técnica do São Paulo. Iniciou e finalizou a jogada do segundo gol e saiu ovacionado de campo, merecidamente.

7,0
Marcos Guilherme

Marcou um belíssimo gol e sempre trouxe perigo com jogadas de velocidade. Pecou apenas no seu último toque em alguns momentos.

6,5
Pratto

Apareceu mais saindo da área, como no lance do segundo gol. Voluntarioso, teve poucas oportunidades de marcar.


Gomez

Entrou na vaga de Cueva nos minutos finais. Fica sem nota.


Denilson

Também jogou pouco, mas ainda teve tempo de criar uma jogada pela esquerda. Fica sem nota.

7,5
Técnico: Dorival Júnior

Clássico controlado desde o início, o time fez gols cedo e a postura no segundo tempo, marcando em cima, inibiu ainda mais o Santos.


ATUAÇÕES > SANTOS
Russel Lopes (russellopes@lancenet.com.br)

5,0
Vanderlei

Exposto nos dois gols, ficou cara a cara com Marcos Guilherme e Cueva e não teve culpa.

5,0
Victor Ferraz
Voltou sem ritmo de jogo. Teve a vida dificultada para marcar sem Copete na ala direita.

5,5
Lucas Veríssimo

Afastou o perigo como pôde e sem muita ajuda.

4,5
David Braz

Apesar de ter ido bem no mano a mano, foi superado por Marcos Guilherme na corrida e deu condição a Cueva.

5,0
Jean Mota

Nas poucas chances que teve de cruzar na área, não achou ninguém.

4,5
Renato

Errou passes como fez poucas vezes e virou cabeça de área. Por isso, deixou de organizar o jogo.

6,0
Alison

Em posição completamente diferente do que está acostumado, alternou entre erros e acertos. Fez belo gol.

4,5
Matheus Jesus

Titular porque vivia bom momento. Substituído por ser quase expulso. Mal na marcação e nulo no ataque.

5,0
Lucas Lima

Atuação apagada. Não deixou de recuar para sair com a bola e no campo de ataque pouco apareceu.

5,5
Bruno Henrique

Parecia ser a única alternativa do time para atacar. Centralizou as jogadas individuais e não resolveu nada.

5,0
Ricardo Oliveira

Nas duas chances que teve para finalizar, foi travado.

4,5
Kayke

Entrou para mudar o esquema. Acostumado a jogar dentro da área, não evoluiu pela direita e fez falta dura.

4,5
Serginho

Tentou deixar o time mais ofensivo ao entrar no lugar de Alison. Levou cartão e não ajudou.

5,5
Copete

Entrou com 40 minutos do segundo tempo. Deu um pouco mais de velocidade ao ataque.

4,0
Técnico: Levir Culpi

Mudou o esquema e tornou o time desorganizado para marcar e para atacar. Jogadores mudaram de posição no decorrer do jogo.