HOME - Entrevista coletiva no São Paulo - Leco (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

Leco nomeou quatro membros da comissão de sistematização (Foto: Marcello Zambrana/AGIF/LANCE!Press)

LANCE!
16/08/2016
14:18
São Paulo (SP)

Depois de dez dias da realização de assembleia geral, o São Paulo fez anúncios sobre os próximos passos do processo de reforma do estatuto do clube. Pelo que ficou acertado na votação do último dia 6, é preciso que o documento esteja pronto e aprovado em até 120 dias e por isso já há prazo para envio de propostas e foi formada comissão para analisar as sugestões.

Associados titulares e conselheiros do clube poderão enviar suas propostas a partir desta quinta-feira, com prazo final em 6 de setembro. As sugestões devem ser feitas por escrito, com nome do proponente, texto para apresentar e justificar a proposta e entregues na secretaria do conselho deliberativo (das 9h às 20h) ou em urna instalada na CAU, localizada na secretaria social do clube.

Já é possível baixar os formulários para apresentação das propostas, que podem ser feitas em grupo ou individualmente, no site oficial do Tricolor. Após o prazo de entrega, os documentos serão analisados pela comissão de sistematização, que filtrará as principais sugestões para dar sequência ao processo de reforma do estatuto.

A comissão é composta por nove pessoas, todos associados ou conselheiros com formação jurídica. O presidente Carlos Augusto de Barros e Silva escolheu quatro nomes, enquanto Marcelo Pupo, presidente do conselho, selecionou mais quatro - o nono integrante foi definido em comum acordo. O grupo já analisa 31 propostas de reforma enviadas ao longo de 2015.

Os integrantes da comissão de sistematização são: Carlos Eduardo Ambiel, Carlos Eduardo Monteiro Teixeira, Eduardo Alfano Vieira, José Alberto Rodrigues dos Santos, Roberto Natel, Rodrigo Rocha Monteiro de Castro, Sergio Luiz Galindo, Silvio Paulo Medici e Wanderson Martins Rocha. 

Confira trecho da nota oficial emitida pelo São Paulo nesta terça-feira:

"O São Paulo Futebol Clube manterá todos informados sobre o andamento desta reforma, a primeira com participação dos associados desde 1937 e fundamental para termos uma Carta adequada às necessidades que os novos tempos exigem".