Bruno Grossi
16/07/2016
11:32
São Paulo (SP)

A venda de Paulo Henrique Ganso para o Sevilla (ESP) está sacramentada. Para que o meia seja oficializado pelo clube espanhol, porém, ainda é preciso passar por exames médicos e definir os últimos detalhes do contrato que deve ser de cinco temporadas. No Brasil, o que precisava ser acordado entre o São Paulo e a DIS finalmente foi resolvido pelos envolvidos, como publicou o GloboEsporte.com e confirmou a reportagem do LANCE!.

O Sevilla manteve a proposta de 9,5 milhões de euros (cerca de R$ 34,4 milhões), dos quais 500 mil euros (R$ 1,8 milhão) ficariam com Ganso, que abriu mão da quantia. Essas cifras agora devem ser destinadas pelo clube espanhol como forma de comissão, mas não se sabe quem será o beneficiado. Tricolor e DIS ficarão com 4,5 milhões de euros cada (R$ 16,3 milhões).

A equipe paulista estava resistente em receber 500 mil euros a mais, mas precisou baixar a pedida para negociar com a DIS e não melar o negócio. Para não ficar no prejuízo do que foi investido em 2012, o São Paulo terá bônus por meta de jogos definido no contrato, o que pode elevar o montante a receber do Sevilla para 5,75 milhões de euros (cerca de R$ 20,8 milhões).

A DIS também poderá seguir faturando com Ganso, que sempre ressaltou a intenção de não deixar nem o grupo e nem o Tricolor na mão durante as negociações a 14 meses do fim de seu contrato no Morumbi. Os investidores terão direito a 20% do que o Sevilla receber por uma venda futura do Maestro, mas a forma desse acordo ainda é discutida, já que a Fifa não permite mais que grupos e empresários tenham parcelas de direitos de atletas.

Assim como o Sevilla, o São Paulo também deve aguardar a realização dos exames médicos para anunciar a venda de Ganso. No ano passado, a diretoria então comandada pelo presidente Carlos Miguel Aidar se adiantou ao oficializar a saída de Rodrigo Caio para o Valencia (ESP) e acabou prejudicando a imagem do zagueiro quando a negociação foi revertida. 

O clube espanhol está em pré-temporada em Orlando, na Flórida (EUA), onde fará dois amistosos. Existe a possibilidade do Maestro ir até lá para fazer os exames ou passar pelo procedimento ainda no Brasil. Em último caso, o meia aguardará o retorno do Sevilla à Espanha para viajar e definir a transação.