Bruno Grossi e Gabriel Carneiro
11/02/2016
00:28
São Paulo (SP)

O São Paulo venceu o César Vallejo (PER) por 1 a 0 e assegurou um lugar na fase de grupos da Libertadores. O gol da vitória foi marcado por Rogério, que entrou na equipe nos minutos finais. O jogador ficou com a nota mais alta da partida. Confira: 

6,5
Denis

Pouquíssimo exigido durante o primeiro tempo, não precisou fazer muito esforço durante a partida.

6,0
Bruno

Quase comprometeu o resultado com recuo horrível para Denis, apoiou o ataque em certos momentos. Ajudou.

6,5
Lucão

Sem falhas na defesa, compôs bem o time, mas diretamente foi pouco exigido. Segurança não foi colocada à prova.

6,5
Rodrigo Caio

Afobado em alguns momentos, mas fundamental no setor defensivo. Procurado pelos companheiros para ‘resolver’.

6,5
Mena

Apoiou bem o ataque, deu bons passes e ocupou os espaços à frente pela esquerda. Fez falta dura e recebeu amarelo.

7,5
Thiago Mendes

Motorzinho do meio-campo, ajudou à frente e atrás. Teve duas chances claras, uma delas um chutaço de longe.

6,5
Hudson

Fez muitas faltas, uma delas perigosa perto da área. Foi pouco ao ataque. Quando chegou, levou muito perigo.

5,5
Centurión

Participou bastante da partida, mas não conseguiu concretizar nenhuma boa chance. Errou muitos chutes.

7,0
PH Ganso

Apareceu pouco, mas quando tocou na bola foi importante. Deu bons passes e participou de jogadas efetivas.

5,5
Michel Bastos

Pouco efetivo pela esquerda. Muitos lançamentos frustrados e algumas boas jogadas. Desperdiçou um pênalti.

7,5
Calleri
Tentou vários chutes, mas, muito marcado, não conseguiu fazer o gol. Importante e participativo no ataque.

6,0
Wesley

Não teve muito tempo para mostrar serviço, mas não conseguiu mudar a dinâmica do jogo no lugar de Centurión.

6,5
Carlinhos

Entrou no lugar de Mena, atuando pela lateral esquerda. Acostumado à posição, não comprometeu.

8,0
Rogério

Entrou aos 40 minutos do segundo tempo e pedido pela torcida, resolveu a partida em pouquíssimo tempo.

6,5
Edgardo Bauza

Sem Kardec, apostou em Calleri e foi bem. No segundo tempo, demorou muito, mas acertou ao colocar Rogério.

São Paulo x César Vallejo (PER)
Thiago Mendes tenta jogada (Foto: Mauro Horita)

CÉSAR VALLEJO

6,0
Libman

Até fez boas defesas, mas sempre mal posicionado e dando sustos.

5,5
Canova

Marcação eficiente, só isso.

5,5
Riojas

Dono de bons lances e cortes, mas fez pênalti. Oscilou demais no jogo.

6,0
Cardoza

Ótimos combates, boa movimentação e marcação precisa. O melhor homem do Vallejo na defesa.

4,5
Guizasola

Faltas desnecessárias. E sempre atrás de quem devia marcar.

5,0
Ciucci

Muito combativo e voluntário, mas também excessivamente duro.

5,0
Morales

Deu sustentação à defesa.

4,5
Quinteros

Eficiente na tabela curta, mas pouco útil na construção dos lances.

5,0
Millán

De longe, o mais técnico na criação de jogadas, com passes profundos e inteligência. Só faltou mais intensidade.

4,5
Hohberg

Dono de drible fácil, mas sem confiança nas jogadas do Vallejo.

4,0
Montes

Tomou cartão logo no começo, em lance desnecessário. Ajudou bem pouco a manter a posse no ataque.

4,0
Chávez

Saiu do banco para ajudar no ataque quando foi preciso e pouco fez.


Vidales

Pouco tempo. Fica sem nota.

6,0
Franco Navarro

Proposta clara de jogo, de marcação individual e atenta para anular o ataque do São Paulo. Time não é bom, mas não é bobo e mostrou conceito.