Alan Kardec - São Paulo

Alan Kardec comemora gol pelo São Paulo (Foto: Rodolfo Buhrer/Fotoarena/LANCE!Press)

LANCE!
20/11/2015
18:29
São Paulo (SP)

O presidente do Corinthians, Roberto de Andrade, disse que vê com bons olhos a possibilidade de o São Paulo entregar as faixas de campeão brasileiro no confronto entre as duas equipes, no próximo domingo, na Arena Corinthians. O atacante Alan Kardec, porém, não quer nem saber disso. Também nesta quinta, o centroavante do Tricolor disse que ficaria muito incomodado caso o ritual fosse acordado.

- Não tenho a mínima vontade de fazer isso, nunca acompanhei isso, e ainda mais se tratando de um clássico. Não passa nem na minha cabeça, ficaria muito incomodado. Isso é dos torcedores na rua. Corinthians já conseguiu objetivo, pra gente sobrou o G4, então temos de nos manter ali - analisou Alan Kardec.

O atacante disse ainda não acreditar que o Corinthians jogará com menos intensidade, pelo fato de já estar com o caneco segurado.


- Eles já alcançaram o objetivo deles com o título, mas é um jogo importante, estádio deve estar cheio, existe o respeito, não vão vir relaxados, não. Treinador deles respeita, deve escalar o que tem de melhor, tem de estar preparado para isso - afirmou o atacante.

Kardec também disse que tanto ele quanto o São Paulo vão com moral para o clássico. Isso porque o atacante marcou dois gols na vitória por 4 a 2 sobre o Atlético-MG, na última quinta-feira, no Morumbi. O resultado recolocou o Tricolor no G4.

- Vitória importante, em cima do vice-líder, equipe bem montada, jogo que não foi fácil. Tivemos a felicidade no segundo tempo de volume bom de jogo e concluir no gol. Eu pude aproveitar muito bem e fico muito feliz porque traz confiança. Temos que dar continuidade e pegar os bons exemplos para melhorar - completou Kardec.

O camisa 14 tenta ganhar um lugar na equipe para o Majestoso. Alexandre Pato não poderá jogar o clássico por força de contrato e Rogério deve ser o substituto. Kardec corre por fora. Outra possibilidade seria a entrada dele como centroavante. Neste caso, porém, Luis Fabiano teria de sair do time. Ele marcou quatro gols nos últimos quatro jogos pelo São Paulo.