Russel Dias
15/07/2016
19:51
Santos (SP)

O presidente do Santos, Modesto Roma Júnior, falou pela primeira vez sobre a dura negociação para renovar o contrato de Gabigol e sobre as ofertas pelo jogador, nesta quinta-feira. A princípio, o dirigente disse que as tratativas pela extensão do contrato estão em fase final. Posteriormente, desabafou.

O que gerou um atrito entre as duas partes foi o clube ter divulgado em seu site oficial dizendo que clube e jogador entraram em um acordo para renovar o contrato até 2021. O camisa 10, no entanto, alegou após o empate contra o Palmeiras que não há nada certo e não descartou sair.

Já sobre a proposta da Juventus, da Itália, de 20 milhões de euros (R$ 72,5 milhões), Modesto rebateu.

- Nesta semana eu ainda recebi um e-mail do advogado dizendo o que eles queriam na minuta de contrato e estamos discutindo. O resto, pra mim, é conversa. Se tem proposta, mostra! Vamos parar com isso. Cadê a proposta? Se tem, mostra. Não recebi proposta da Juventus. São propostas Papai Noel, Mula sem Cabeça, Coelhinho da Páscoa. Todo mundo diz que tem, mas ninguém viu - disparou.

As ofertas de Juventus (ITA) e Chelsea, da Inglaterra, foram apresentadas em conversa, sem documento, pelos empresários Wagner Ribeiro e Juan Figer.

- Todo mundo pode dizer que tem proposta. Quero de verdade. Diziam que tinha proposta de 25 milhões (de euros) do Chelsea. Cadê? Agora, a Juventus. Cadê? Papel na mão. O Santos não obriga ninguém a jogar aqui. Não fala também sobre hipóteses. Não existe algo concreto - acrescentou o presidente.

Gabriel entra em campo pelo Peixe neste sábado, às 18h30, contra a Ponte Preta, na Vila Belmiro. Depois, ele vai servir à Seleção Brasileira durante a Olimpíada e, caso o Brasil dispute terceiro lugar ou a decisão, retorna após o dia 20 de agosto. A janela de transferências para a Europa fecha no dia 31 de agosto.