Russel Dias
03/10/2016
09:00
Santos (SP)

O Santos negou a primeira proposta feita pela organização da Miami Cup, para a realização de uma pré-temporada nos Estados Unidos, em janeiro, por considerar os valores baixos, além de prejudicar a preparação físico dos atletas.
Na última semana, os empresários da Miami Cup subiram a proposta e ainda ofereceram ao Alvinegro partes maiores em lucro com bilheteria e até direitos de transmissão.

A Miami Cup seria resumida a dois jogos entre Santos e Cosmos, o outro único time da carreira de Pelé, além de treinos abertos do Santos, de 15 a 20 dias, na cidade de Miami.

Por outro lado, a diretoria santista tem outra oferta em mãos. Uma das patrocinadoras do clube, a companhia aérea Royal Air Maroc, viabiliza uma participação em um torneio que acontecerá no Marrocos, também em janeiro de 2017.

Além de lucrar com a participação em uma competição estrangeira, o Santos quer ganhar mais seguidores fora do país. Recentemente, o clube contratou um gerente de marketing internacional, José Carlos Peres, que foi adversário de Modesto Roma Júnior na eleição presidencial.