Léo Saueia
24/11/2016
06:55
São Paulo (SP)

Em março deste ano, o Santos assinou contrato com o Esporte Interativo para transmissão de jogos do Brasileirão na televisão fechada entre 2019 e 2023. Primeiro grande clube a romper com a Globo/SporTV e assinar acordo com a Turner, sócia-majoritária do Esporte Interativo, o Peixe recebeu à época luvas de R$ 40 milhões, que já são utilizadas no dia a dia do clube.

No entanto, é justamente este pioneirismo no acerto que pode render ainda mais dinheiro aos cofres santistas. Um acordo feito entre as partes ainda durante as negociações determina que o Peixe receba o mesmo valor de luvas pagas aos demais clubes.

Explica-se: como revelado pelo LANCE! na última quarta-feira, o Palmeiras optou pelo acerto com o Esporte Interativo para jogos do Brasileiro na TV fechada do mesmo período e deve receber luvas que giram em torno dos R$ 100 milhões. Dessa forma, o Peixe, por acordo com a própria emissora, tem direito a mais R$ 60 milhões, já que recebeu inicialmente R$ 40 milhões.

Ou seja, para o Alvinegro o acerto do rival Palmeiras será muito comemorado, uma vez que o clube planeja investir em reforços para a próxima edição da Libertadores e tem enfrentado dificuldades no mercado principalmente pelo menor poder de fogo.

O clube ainda aguarda oficialmente a assinatura do vínculo do Verdão com os canais comandados pela Turner para exigir a diferença em relação ao que já foi pago. A definição, no entanto, deve ser feita apenas após o título do Brasileirão.

Dos times que jogam a Série A, o EI já havia acertado com Atlético-PR, Coritiba, Inter, Ponte Preta, Santos, Figueirense e Santa Cruz. O Bahia, que briga pelo acesso na Série B, é outro clube acertado. Ceará, Criciúma, Fortaleza, Joinville, Paraná, Paysandu e Sampaio Corrêa também estão assinados.