Petkovic

Petkovic é  ressalta projeto do Sampaio Corrêa, clube que comandará em 2016 (Foto: Divulgação)

RADAR/LANCE!
16/03/2016
17:00
São Paulo (SP)

O sérvio Dejan Petkovic foi apresentado como novo técnico do Sampaio Corrêa no início desta semana.  Em entrevista para a ESPN, nesta quarta, Petkovic falou sobre os motivos que o levaram a aceitar o convite para treinar o Tricolor do Maranhão.

- O clube tem pretensões grandes e um projeto ambicioso. Trata-se do maior time do estado, com uma torcida capaz de lotar o Castelão estou aqui para tentar alguma coisa boa, pois o time está briga no Maranhense, na Copa do Nordeste, jogará a Copa do Brasil e no Brasileiro da Série B quer brigar para ir à elite - afirmou.

O treinador lembrou que o Sampaio na Série B do ano passado mostrou força ao terminar em oitavo lugar a apenas seis pontos do G4. e que para este ano, embora todos saibam das dificuldades, com vários clubes com um orçamento maior na disputa da Segundona, com . Com vontade e reforços, há a possibilidade de campanha ainda melhor.

O fato de ele comandar um time fora dos grandes centros não é visto por Petkovic como uma queda de patamar e sim como mais um desafio para ele alicerçar o seu nome no mercado.

- Não fujo de nenhum desafio e estou querendo trabalhar, cada vez mostrar o meu estilo, ganhar o meu respeito como quando era jogador. Não fui o maior craque que passei por aqui, mas consegui fazer sucesso no país do futebol. Então vou passo a passo, treinar time pequeno, grande, dos mais abastados aos mais humildes… que me ofereçam um bom projeto para eu desenvolver minha filosofia - disse. 

Por fim, deixou claro que o Sampaio é um clube que precisará evoluir também fora de campo. Mas que também nisso ele terá um papel importante

- Encontrei o que tinham me dito. A estrutura não era a das melhores, mas já tinha sido informado pelo planejamento pelo presidente. O presidente tem missões e desafio, e precisa de alguém para ajudar a tocar isso. Então eu acreditei no projeto e vou ajudar. Já comecei a mudar algumas coisas. Cheguei na segunda e já pedi para fazer pequenas mudanças. Temos que fazer as coisas passo a passo, fazer o time jogar e aos poucos melhorar a organização a estrutura e tentar levar o clube até a elite - concluiu o treinador.