Thiago Ferri
31/10/2016
07:30
São Paulo (SP)

Depois de ver a série de 15 jogos sem derrota acabar, Cuca disse que não era hora de “aumentar problemas” no líder do Brasileiro. Se não está preocupado com o rendimento do Palmeiras nesta reta final, o técnico sabe com quem precisará trabalhar durante esta semana: Gabriel Jesus.

Destaque até antes da Olimpíada, o camisa 33 trocou os gols pelos cartões: nos últimos dez jogos, balançou as redes uma vez e levou sete cartões amarelos. No sábado, ele foi advertido depois do jogo acabar por reclamação e já ouviu os primeiros conselhos de Cuca.

Aos 19 anos, Gabriel Jesus nos últimos meses viu sua vida mudar: tornou-se o principal jogador do líder do Campeonato Brasileiro, titular da Seleção, ganhou a medalha de ouro nos Jogos Olímpicos e foi negociado com o Manchester City por quase R$ 120 milhões.

Restando cinco jogos para o fim do ano, o esquentado camisa 33 está prestes a se apresentar a Pep Guardiola. Seu atual técnico não considera que este é o problema do garoto.

– Ele foi o que melhor treinou na semana, comportou-se muito bem. Foi o último a sair de campo. Não tira o pé de dividida. Ele é fundamental para nossa equipe. Ele é o jogador mais importante, mesmo tendo 19 anos. Não foi à toa que lhe dei a braçadeira de capitão outro dia. A gente vê ele bastante focado – justificou.

'Você não pode nesse momento querer aumentar problemas. Temos de ganhar três para ser campeão. As coisas estão bem encaminhadas para nós. É manter o equilíbrio e não perder jogadores', diz Cuca

Mesmo neste período em baixa, Gabriel tem jogos importantes. Contra o São Paulo, entrou no segundo tempo, não marcou, mas ajudou a fazer o Palmeiras virar o placar; diante do vice-líder Flamengo foi o autor do gol de empate, no fim do jogo; e contra o Figueirense, mesmo sem jogar bem, criou as jogadas dos dois gols.

– É uma oscilação. Ele está sendo muito marcado. Começamos com ele de centroavante, depois o coloquei na esquerda e na sequência na direita. Ele não conseguiu encontrar seu espaço. Tem dia que é assim. Não foi um dia feliz. Acontece com qualquer jogador. Ele continua sendo fundamental para nós. Cabe a mim recuperá-lo para que ele possa ser o diferencial nesta reta final de campeonato – acrescentou Cuca.

Após o jogo contra o Inter, Gabriel se apresenta à Seleção para as Eliminatórias. Ele, que pelo Brasil tem quatro gols em quatro jogos, não deve desfalcar o Palmeiras. O problema são os cartões. Já foram três suspensões, e no sábado ele recebeu seu décimo amarelo. Apenas três jogadores foram mais advertidos do que ele no campeonato: um volante (Bruno Silva, 14 cartões), um zagueiro (Paulão, 11) e um lateral (Léo, 11).