Vinicius Silvestre

Vinicius Silvestre fez sua estreia como titular no Palmeiras nesse sábado (Foto: Cesar Greco)

LANCE!
30/10/2016
07:20
Santos (SP)

A principal dúvida da semana no Palmeiras era quem substituiria o goleiro Jailson, suspenso. Cuca preferiu escolher Vinicius Silvestre, de 22 anos e que nunca havia jogado no profissional, em vez de Vagner, contratado no início do ano. Após a derrota para o Santos, o técnico aprovou a atuação do jovem e justificou a sua decisão.

- Observando os treinamentos, eu achei que o Vinicius estava mais leve, apesar de ser estreia. Foi infeliz no lance do gol com o Vitor Hugo, mas acho que foi seguro nos demais lances - analisou o comandante.

Vagner já havia tido uma chance após a ida de Fernando Prass para a Seleção olímpica. O goleiro foi mal contra Botafogo e Chapecoense e perdeu a vaga depois de três jogos (havia estreado contra o Atlético-MG) para Jailson. Desde então, jogou apenas mais uma vez, contra o Botafogo-PB, quando Cuca escalou um time praticamente reserva.

O camisa 25 já vinha sendo ofuscado por Vinicius Silvestre nos treinamentos, tanto que Cuca passou a revezar o reserva de Jailson nos jogos. Se Vagner carregava a desconfiança pelos jogos ruins no Brasileiro, o camisa 48 entrou apoiado nos bons treinos e na fama de pegador de pênaltis na categoria de base do Palmeiras. 

Contra o Santos, logo na primeira bola Vinicius escorregou e quase viu Ricardo Oliveira marcar. No restante do jogo, foi seguro e teve azar ao ver a bola que afastou bater em Vitor Hugo e sobrar livre para Copete marcar. Ainda assim, Cuca gostou do que viu.

- O Vinicius foi bem diante de um jogo difícil, complicado. Um jogo de força como foi esse. Campo muito molhado. Teve uma boa estreia - afirmou.

Vinicius, que volta a ser reserva na próxima rodada, também aprovou sua primeira chance no Palmeiras.

- Foram lances bons, mas trocaria tudo pela vitória. O Cuca conversou com a gente, deu apoio. O Vagner aceitou de boa, excelente pessoa. Espero buscar o título - completou.