Prass

Prass durante o desembarque do Verdão (Foto: Guilherme Amaro)

LANCE!
18/03/2016
17:29
São Paulo (SP)

Apesar do cenário difícil para o Palmeiras no grupo 2 da Copa Libertadores da América, Fernando Prass ainda confia na classificação do Palmeiras para as oitavas de final da competição sul-americana. O Verdão é o terceiro colocado, com quatro pontos, atrás de Rosario Central (ARG), que tem sete, e do líder Nacional (URU), com oito.

O goleiro acredita que o grupo tem qualidades para avançar de fase e lembrou que o Palmeiras não depende de outros resultados. O time precisa de vitórias sobre o Rosario, na Argentina, e River Plate (URU), no Allianz Parque.

- Pode acontecer (a classificação), porque dependemos só dos nossos resultados. Se dependesse de outros resultados paralelos iria complicar. Uma vitória em Rosário nos coloca na briga de novo. É difícil, mas também foi difícil vencer o clássico contra o São Paulo (2 a 0, pelo Paulistão), como foi difícil vencer a Copa do Brasil (no ano passado). É óbvio que o adversário tem qualidade, mas nosso grupo na Libertadores tem um equilíbrio muito grande. Vamos fazer de tudo, esse tempo que vamos ter até o próximo jogo da Libertadores (dia 6 de abril, contra o Rosario) vai ser bom, porque houve a mudança de técnico. Vamos ter um tempo a mais para trabalhar - afirmou Prass, no desembarque da delegação na tarde desta sexta-feira.

Prass também tentou explicar por que o Palmeiras ainda não conseguiu uma boa sequência de resultados positivos nesta temporada. O goleiro admitiu que o time tem oscilado muito, mas projetou melhoras sob o comando de Cuca.

- A gente veio de uma oscilação: vencemos o Rosario, perdemos para o Nacional, vencemos bem o clássico contra o São Paulo e agora perdemos de novo para o Nacional. O que falta é o que a gente já vem falando há muito tempo: uma constância de resultados aos longos das competições e também durante os jogos. Te, que trabalhar para conseguir um padrão de um nível bom, porque a gente tem alternado muito dentro das partidas. Isso o Cuca vai tem que tentar trabalhar para corrigir, e a gente espera conseguir corrigir isso no menor espaço de tempo - analisou.

- A expectativa é que o time evolua, é o que todo mundo espera. O treinador, nós (jogadores), todos esperamos. É óbvio que tem que pensar na Libertadores, mas também não pode se desligar do Paulista. Não vamos ter muito tempo para treinar, mas vamos procurar evoluir, principalmente com as novas ideias que o Cuca vai implantar - completou.