Paulo Nobre

Maurício Galiotte, vice-presidente, e Nobre durante treino do Palmeiras na Academia (Foto: Cesar Greco)

Thiago Ferri
19/09/2016
20:37
São Paulo (SP)

Paulo Nobre confirmou na noite desta segunda-feira a chapa que apoiará na eleição presidencial do Palmeiras. Como o LANCE! havia publicado, o atual presidente indicou seu primeiro vice, Maurício Galiotte, como o candidato para o pleito do fim do ano. A chapa será basicamente a que está no comando atualmente, exceto pela entrada de José Carlos Tomaselli como vice.

Tomaselli é diretor administrativo e amigo de Nobre. Ele será o quarto vice, e Genaro Marino, que sonhava em ser o candidato, o primeiro. Antonino Jesse Ribeiro e Victor Fruges serão os segundo e terceiro vices, respectivamente. 

A escolha já havia sido feita antes do aniversário do clube, mas o atual presidente preferiu deixar o anúncio para a reunião desta segunda. 

Braço direito de Paulo Nobre desde o primeiro mandato, Maurício é apoiado por Mustafá Contursi, ex-presidente do Palmeiras e figura ainda muito influente na política alviverde. Sua escolha é a que fez mais sentido politicamente, já que até pessoas da oposição o elogiaram.

Além disso, o atual primeiro vice é o responsável por manter a relação com a Crefisa. Sua eleição é vista como uma forma de facilitar a renovação do patrocínio, que vence em dezembro. Nos últimos dias, Maurício tem aparecido com frequência nos treinos da Academia de Futebol, quase sempre acompanhado do diretor de futebol Alexandre Mattos.

Resta saber agora qual será o candidato da oposição. Por enquanto, Carlos Degon, candidato a vice-presidente na chapa de Wlademir Pescarmona em 2014, é quem aparece como opção, mas existe a chance de que o vice de Nobre seja o único candidato. 

No fim do mês, as chapas postulantes à eleição deverão ser inscritas no clube. No fim de outubro ocorrerá o filtro no Conselho Deliberativo (CD). Para chegar à assembleia de sócios, prevista para novembro, a chapa precisa da aprovação de pelo menos 15% do CD.