LANCE!
22/06/2016
08:00
São Paulo (SP)

Após a visita do diretor de futebol do Barcelona ao Allianz Parque, cresce a expectativa de que Gabriel Jesus receba uma proposta ainda este ano para jogar na Europa. Artilheiro do Palmeiras no ano com 15 gols, o atacante recebeu um 'conselho de pai' do técnico Cuca, após a vitória sobre o América-MG, nessa última terça-feira.

- Eles (olheiros de clubes da Europa) estão aí faz tempo, já viram outros jogos e o Gabriel sabe disso, não se deixa iludir. Se eu fosse o pai do Gabriel, não deixaria ele sair hoje. Hoje ele não jogaria no Barcelona e aqui ele vai crescer mais. Se não vier o Barcelona na frente, vem outro, que ele tenha paciência. E para a Seleção ele vai estar em uma condição melhor aqui do que estar no Barcelona sem jogar - disse o treinador.

- Ele (Gabriel) sabe disso, e se tiver uma negociação para acontecer no futuro, ele não vai já não. Ele vai ficar com a gente até o fim do ano - acrescentou.

Raúl Sanllehí, diretor de futebol do Barça, estava no camarote do Palmeiras assistindo à partida contra o América-MG. De acordo com o Verdão, Sanllehí é amigo do diretor de futebol Alexandre Mattos e foi convidado por ele para assistir ao jogo, não para analisar Gabriel Jesus.

A imprensa espanhola, porém, noticia quase que diariamente o interesse do Barça no jogador. Além disso, outras equipes da Europa estariam interessadas, como Juventus (ITA), Bayern de Munique (ALE) e Manchester City. O Palmeiras até agora não recebeu nenhuma proposta, e como Cuca avisou, a expectativa é de que ele vá embora apenas após o Brasileiro.

A multa rescisória de Gabriel Jesus é de 40 milhões de euros (R$ 154,2 milhões), mas o contrato do jogador prevê um desconto para cinco clubes: Barcelona, Real Madrid, PSG, Manchester United e Bayern de Munique precisam desembolsar "apenas" 24 milhões de euros (R$ 92,5 milhões) para levá-lo.

O Palmeiras diz que só libera o garoto pelo valor da multa rescisória, mesmo que seja dono de apenas 30% dos direitos econômicos de Jesus. Cristiano Simões, seu atual empresário, detém 32,5% deste montante, enquanto o próprio atleta é dono de 15% e Fábio Caran, seu antigo agente, tem 22,5%.

- Nem eu deixaria (Gabriel ir agora para o Barça), mas todos têm o sonho de jogar fora. Mas acho que ele tem que ficar, para nossa alegria, também, e é bom saber que tem um jogador da qualidade dele na nossa equipe. O Gabriel é um garoto muito bom, muito tranquilo sobre isto. Se não for agora, vai ser depois, tem um futuro enorme pela frente, espero que ele dê alegrias não só no Palmeiras, mas também na Seleção - completou Cleiton Xavier.