Libertadores - Palmeiras x Nacional (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

Palmeiras mesmo com um a mais não conseguiu bater o Nacional em casa (foto:Mauro Horita/LANCE!Press)

LANCE!
10/03/2016
09:00
São Paulo (SP)

Logo após anunciar a demissão de Marcelo Oliveira, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, mostrou-se preocupado com o futuro do time na Libertadores. Segundo ele, a derrota para o Nacional (URU) complicou a situação alviverde na competição.

- Queremos um técnico vencedor, técnico de Palmeiras, com pensamento de buscar as vitórias. Complicou muito a nossa situação em Libertadores, não tem ninguém bobo aqui. Não é porque perdeu o jogo, não é porque perdeu da Ferroviária, é porque as coisas não estão andando - afirmou o dirigente, para justificar a mudança no comando.

- Quando ganhou a Copa do Brasil, todo mundo foi campeão. Quando perdeu e o treinador está saindo, não é justo que a responsabilidade seja só dele. Tem que ser compartilhada com todo mundo. Eu mesmo assumo a responsabilidade, os jogadores vão assumir - acrescentou.

Com quatro pontos em três jogos, o Verdão é o segundo na sua chave - o Nacional tem cinco, e o Rosario, também com quatro, só está atrás pelo confronto direto. Dos últimos três jogos, o Palmeiras faz dois fora de casa, contra os dois principais adversários, enquanto os uruguaios serão mandantes duas vezes - uma delas na próxima quinta, contra o Verdão.

A expectativa é de que até o próximo jogo da Libertadores o Palmeiras esteja com o novo técnico. E Cuca é o principal, alvo. O técnico já negocia com o clube e pode ter sua chegada definida ainda nesta semana.