O americano Holloway foi destaque na vitória do Pinheiros sobre o Flamengo no Rio (Foto: Newton Nogueira/Divulgação)

O americano Holloway foi figura importante para o Pinheiros, que venceu o Minas e segue lutando pela sua classificação para as quartas de final da NBB  (Foto: Newton Nogueira/Divulgação)

RADAR/LANCE!
09/04/2016
21:10
São Paulo (SP)

Após perder as duas primeiras partidas dos playoffs da NBB Caixa para o Minas Tenis Clube, o jogo da noite deste sábado em São Paulo era de vida ou morte para o Pinheiros, que estaria eliminado em caso de nova derrota. E o time paulista, após altos e baixos, conseguiu levar a melhor: 70 a 67, diminuindo a vantagem dos mineiros, que lideram a série por 2 a 1. Isso obriga a realização do jogo 4, que será nesta terça-feira, em Belo Horizonte. O Minas avança às quartas em caso de nova vitória. Se o Pinheiros empatar a série, o quinto e decisivo jogo ocorrerá na próxima sexta-feira, em São Paulo.

O Pinheiros começou muito bem o primeiro quarto, abrindo diferença confortável e fechando o placar em 21 a 10. Embora tivesse melhorado um pouco a marcação e feito mais pontos do que o rival no segundo quarto, o Minas foi para o intervalo cinco pontos atrás dos paulistas (32 a 26).

Após o intervalo a coisa mudou. O Minas fez ótimo ajuste defensivo e com as bolas (principalmente as do barbudo Simmons) começando a cair, virou o jogo e entrou no quarto final com 48 a 46 no placar.

O quarto final foi emocionante, com os times começando a ser eficientes em cestas de três pontos. Quando Humberto acertou a sua segunda bola de três e colocou o Pinheiros novamente em vantagem (54 a 53, quando faltavam 6m20seg para o fim) a torcida se levantou e o técnico Cesinha pediu tempo para tentar anular os tiros do camisa 19 paulista. Só que Humberto seguiu com a pontaria, acertou a terceira de três  e foi determinante para que o time da casa permanecesse na frente.

Os segundos finais foram dramáticos. Com o placar em 68 a 65 e restando 20 segundos,  Lucas perdeu a bola no ataque, mas no contra-ataque o eficaz Simmons, ao tentar a bandeja para o Minas, também perdeu o domínio.  O Pinheiros ampliou a diferença no ataque seguinte e conseguiu respirar.

- Precisávamos de atitude e foi isso o que aconteceu nesta noite. Agora é 2 a 1 e vamos descansar para buscar a vitória em Minas - disse Humberto, cestinha da partida ao lado do companheiro Lucas Dias com 16 pontos.

Do lado mineiro, Simmons foi o melhor marcador, com 13 pontos.