Basquete - ALberto Bial (foto:Divulgação)

Responsável pela criação do time, Alberto Bial treina o Basquete Cearense desde 2012 (Foto: Divulgação)

Felipe Domingues
29/03/2016
09:20
São Paulo (SP)

– Foi exatamente o que aconteceu: uma reconstrução.

Foi com essas palavras que Alberto Bial, treinador do Basquete Cearense, iniciou sua entrevista ao LANCE!, explicando sobre a campanha de seu time, que saiu da última posição na temporada passada do NBB, à briga pelo G4 do campeonato, que pode vir nesta terça-feira, na rodada final da primeira fase.

O time nordestino recebe o Vitória (BA), no Ginásio Paulo Sarasate, em Fortaleza (CE), a partir das 20h e, com um triunfo, e derrotas do Mogi das Cruzes e do Brasília, termina a fase na quarta posição. Isso daria vaga direta à equipe nas quartas de final da competição.

No último NBB, o Basquete Cearense dividiu a 14ª e última posição do campeonato com Rio Claro e Liga Sorocabana ao vencer apenas oito jogos em 30 partidas. Isso porque, antes do torneio, a equipe quase foi encerrada por falta de dinheiro para manter a estrutura.

A “ressurreição” iniciou após a chegada de um patrocinador do ramo de bebidas (Solar). A verba aportada permitiu a contratação de reforços. Os principais foram o ala-armador Duda Machado, ex-Flamengo, e o ala-pivô Marcus Toledo, com passagem de quase uma década pelo basquete da Espanha.

Davi Rossetto
Davi é um dos principais nomes da equipe (Foto: LC Moreira)

Com dinheiro em caixa e com um grupo mais qualificado, os resultados apareceram. O Basquete Cearense ocupa atualmente a quarta posição no NBB, com 18 vitórias e nove derrotas, surpreendendo o basquete nacional.

– Ficamos de fechar as portas. No terceiro ano jogamos o torneio no peito, sem apoio. Mas nos mantivemos na primeira divisão. A partir daí, mudou tudo. Tivemos um avanço. Viramos profissionais – disse o treinador de 63 anos.

– O Basquete Cearense é muito mais do que um time. Representamos uma região e damos orgulho a ela – frisou o comandante.

Mas a dúvida agora é: até onde os cearenses podem chegar nesse campeonato? Essa questão o próprio Bial responde:

– É muito difícil ser campeão em uma competição que tem Flamengo e Bauru da forma como estão. Mas temos de jogar como campeões. Se conseguirmos chegar na final, porque não pensar em uma história inacreditável, inexplicável e linda como essa pode ser?

Campanha no Sub-22 manteve time cearense na ativa

Um dos principais motivos de o Basquete Cearense não ter fechado as portas foi a campanha na Liga de Desenvolvimento (sub-22) em 2014, com o título invicto (28 triunfos). O torneio é uma espécie de “celeiro” de atletas do basquete nacional.

– Essa campanha foi primordial, no ano em que íamos fechar. Fizemos das tripas coração para colocar aquele time em quadra e jogamos o NBB só para não cair – disse Bial.

Daquela campanha, Davi, Sualisson, Vitinho, Rômulo e Luis Enrique ainda atuam pelo time principal nessa temporada NBB.

'O coração, para mim, é mais do que um órgão do corpo humano. Diz respeito à forma de ver a vida: viver e falar com o coração' - A. Bial

BATE-BOLA Alberto Bial Técnico do B. Cearense, ao L!

LANCE ! - Você sempre grita muito “coração” à beira da quadra. Por que?
Alberto Bial -
Coração é o símbolo de um sistema defensivo. Tenho uma defesa que se chama coração. Mas isso tem várias conotações. Jogar com ele é jogar como campeões. Tenho problemas cardíacos, já tive um infarto e fiz uma cirurgia há poucos meses. O coração, para mim, é mais do que um órgão do corpo humano. Diz respeito à forma de ver a vida: viver e falar com o coração.

L! - Então o Basquete Cearense tem de jogar com o coração?
AB -
Só um bom resultado nos dá alguma chance, e falo aos atletas que não basta jogar com o coração, precisamos de um basquete que junte isso ao que está acima dos ombros: a cabeça. Temos de ter inteligência e superar todos os limites com o nosso coração.

L! - E como vê essa temporada?
AB -
Temos um time comprometido com a ideia de conquistar um resultado espetacular. Estou desgastado, mas feliz. Fazer o que você ama e ainda ter a chance de se divertir... Está sendo um prazer ver esse projeto deslanchar.

CENÁRIO PARA OS PLAYOFFS
Já nas quartas

O Flamengo (líder) e o Bauru (vice-líder) já estão classificados para as quartas de final do NBB.
......................
Briga acirrada
Paulistano, Basquete Cearense, Mogi e Brasília disputam as últimas duas vagas diretas nas quartas. Quem não conseguir, jogará as oitavas de final.
......................
Classificados

Além dos dois times que ficarão fora do G4, outros quatro já estão garantidos na fase de oitavas de final: Pinheiros, Franca, Rio Claro e Minas.
......................
Mais duas vagas
Vitória, Caxias, Liga Sorocabana e São José brigam pelas 11 e 12 posições, as duas últimas vagas aos playoffs.