Felipe Wu (centro) conquistou a medalha de ouro na etapa de Bangkok da Copa do Mundo de tiro esportivo (Foto: Divulgação)

Felipe Wu (centro) conquistou a medalha de ouro na etapa de Bangkok da Copa do Mundo de tiro esportivo (Foto: Divulgação)

Marcelo Laguna 
02/04/2016
07:15
- São Paulo

A última atualização do ranking da ISSF (Federação Internacional de Tiro Esportivo), divulgado ontem, trouxe uma agradável surpresa para o Brasil, com a presença de Felipe Wu na liderança na pistola de ar 10 m. Um feito inédito na história do tiro esportivo brasileiro, modalidade que foi responsável pela primeira medalha olímpica de ouro do país, com Guilherme Paraense nos Jogos da Antuérpia-1920. Embora orgulhoso do feito, Wu mantém os pés no chão e não se ilude com o primeiro lugar. Para ele, o foco principal continua sendo o de fazer um bom papel nos Jogos Olímpicos Rio-2016.


– Foi muito bom receber essa notícia, sinal de que o trabalho está dando resultado. Mas eu não me preocupado com rankings. Sei que ainda tenho muito o que melhorar – disse Wu, ao LANCE!.

Na lista da ISSF, o brasileiro aparece com 983 pontos, boa parte deles obtidos após vencer a etapa da Tailândia da Copa do Mundo. Ele superou o americano Will Brown, com 877 pontos. Mas o próprio Wu acredita que a liderança terá vida curta.

– Será difícil manter a liderança, porque cada competição soma muitos pontos. Minha preocupação é manter o foco na preparação até agosto, quando começar a Olimpíada –, afirmou o brasileiro.

Ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto-2015, Felipe Wu vem obtendo ótimos resultados em competições internacionais nos últimos anos, como nos Jogos da Juventude de 2010, quando levou a prata.