Thomas Bach presidente do COI (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

Presidente do COI, Thomas Bach recebeu os documentos das cidades candidatas (Foto: Fabrice Coffrini/AFP)

LANCE!
17/02/2016
16:17
São Paulo (SP)

Apesar de longe, o primeiro passo para a Olimpíada de 2024 já foi dado. Nesta quarta-feira, as quatro cidades candidatas para sediar a disputa entregaram a primeira parte da documentação de candidatura, apresentando suas propostas nas áreas: Visão, Conceito dos Jogos e Estratégia para Recepção da disputa.

Budapeste, na Hungria, Los Angeles, nos Estados Unidos, Paris, na França, e Roma, na Itália, são as quatro concorrentes à sede da Olimpíada e, de acordo com o Comitê Olímpico Internacional (COI), todas as propostas satisfatoriamente vão ao encontro da Agenda 2020 da entidade, que pede uma maior sustentabilidade ao evento.

A nova mentalidade do COI já será aplicada nos Jogos de Tóquio (JAP), disputados daqui a quatro anos. A partir de agora, os projetos de cada país precisam se equilibrar com os esportes praticados no local, a parte econômica, social e ambiental à longo prazo. Assim, instalações pré-existentes devem ser aproveitadas, enquanto as novas precisam ter um conceito de sustentabilidade, legado e necessidade.

- Los Angeles, Roma, Budapeste e Paris submeteram projetos na linha da Agenda Olímpica 2020. É impressionante ver como eles incorporaram o projeto olímpico nos planos de desenvolvimento à longo prazo em suas cidades, regiões e países - disse Thomas Bach, presidente do COI.

Após o primeiro passo, a entrega da documentação inicial, as cidades candidatas terão mais dois programas a cumprir: "Governança, Lei e Fundamento das Instalações", até 7 de outubro, e "Entrega dos Jogos, Experiência e Legado das Instalações", até 3 de fevereiro de 2017.

Um grupo de analistas do COI irá estudar os documentos e entregar seu parecer sobre cada uma das propostas em junho desse ano. A cada nova formulação da documentação, os especialistas irão aprovar as cidades à fase seguinte,

- De diferentes pontos, os quatro projetos têm um claro foco em desenvolvimento sustentável, legado e em como as instalações serão usadas após os Jogos. Estamos muito felizes por ter quatro candidatos extremamente fortes - completou Bach.

A votação para escolha do país sede acontecerá em Lima (PER), no dia 13 de setembro de 2017. Das cidades em disputa, apenas Budapeste nunca recebeu os Jogos. Los Angeles já foi sede duas vezes (1932 e 1984), assim como Paris (1900 e 1924), enquanto Roma apenas uma, em 1960.

- As cidades candidatas estão fazendo uso de uma porcentagem muito alta de instalações existentes e temporárias. Possivelmente o maior número da história. Os planos recebidos indicam uma sensibilidade ao que as cidades e sua população precisam para o futuro.