Thomas Bach soltou o verbo para cima da Fifa (Foto: Richard Juilliart/AFP)

Bach citou diversos fatores que causaram a desistência de Hamburgo à sede dos Jogos (Foto: Richard Juilliart/AFP)

LANCE!
30/11/2015
17:36
São Paulo (SP)

A súbita decisão da cidade de Hamburgo de não mais concorrer à sede dos Jogos Olímpicos de 2024 pegou muitos de surpresa. Mas, o presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, tem uma explicação formada para o motivo da retirada da candidatura alemã.

Para ele, dúvidas quanto ao orçamento da Olimpíada, a controvérsia e escândalos que pairam sobre a Copa do Mundo da Alemanha em 2006, e os recentes casos de doping no mundo esportivo contribuíram para a votação contrária da população de Hamburgo (51.6%) ao referendo que questionava se o local deveria ou não seguir com o processo.

Além disso, o crescente número de imigrantes refugiados de países em guerra no Oriente Médio, como os sírios, também pode ter "atrapalhado" na candidatura. Espera-se que cerca de um milhão de imigrantes busque a Alemanha como novo lar.

- Obviamente a votação apertada foi muito influenciada pela discussão sobre o financiamento do projeto apresentado pela cidade candidata. Estamos cientes de que a decisão surgiu em um período no qual a Alemanha deve lidar com um desafio histórico, com um número extremamente alto de refugiados chegando ao país - disse Bach.

Para ele, essa incerteza afastou a Olimpíada da Alemanha, assim como o recente escândalo na Copa do Mundo de 2006, na qual o presidente do Comitê Organizador e ex-jogador e treinador, Franz Beckenbauer, foi acusado de receber US$ 7.6 milhões da Fifa antes da escolha da sede.

- A decisão também pode ter sido influenciada por tristes incidentes relacionados a doping e corrupção em outras organizações esportivas. É uma pena, já que o COI garante transparência e boa govbernabilidade, além de aplicar restritas leis anti-corrupção com o programa de reformas da Agenda Olímpica 2020 - comentou, antes de completar sobre a decisão alemã:

- O COI, é claro, respeita a votação dos cidadãos de Hamburgo. Lamentamos a decisão que deve ser vista à luz de circunstâncias particulares e difíceis nas quais o referendo foi realizado. É uma oportunidade perdida para a Alemanha.

Agora, apenas quatro cidades brigam para ser sede dos Jogos de 2024: Budapeste (HUN), Los Angeles (EUA), Paris (FRA) e Roma (ITA). A próxima Olimpíada, em 2016, será no Rio de Janeiro, enquanto Tóquio (JAP) sediará a disputa em 2020.