COPA DOS CAMPEÕES: Brasil vence Estados Unidos e fica com a medalha de prata

Seleção Brasileira chega à São Paulo nesta terça-feira (Foto: Divulgação/FIVB)

LANCE!
10/09/2017
14:30
São Paulo (SP)

A vitória da Seleção Brasileira feminina de vôlei neste domingo contra os Estados Unidos,  marcou o fim da temporada. Com a medalha de prata da Copa dos Campeões, as meninas voltam para o Brasil subindo ao pódio em todas as competições que disputaram. 

O treinador José Roberto Guimarães fez questão de parabenizar a equipe, mas afirmou que ajustem ainda precisam ser feitos.

- Foi um ano muito importante em termos de trabalho e resultado para essa nova geração. A temporada foi especial, onde esse grupo se dedicou muito. Elas entraram de cabeça no projeto e com um foco muito grande. Esse é o caminho, mas ainda temos muito trabalho pela frente. Ainda apresentamos alguns altos e baixos e precisamos de mais regularidade. Tivemos um ótimo ano e esse grupo está de parabéns - comentou.

​A capitã do time verde e amarelo, Natália também celebrou a temporada da equipe, que passa por um momento de reformulação.

- Foi um ano muito bom para esse grupo, mas sabemos que ainda temos muito para crescer e evoluir. O nosso time está de parabéns pela temporada. 

A jogadora também falou sobre a partida contra as americanas.

- Entramos muito concentradas na partida e começamos bem o jogo. Sabíamos que esses três pontos eram fundamentais para a medalha de prata.

A oposta Tandara fez uma análise da partida contra os Estados Unidos e chamou a atenção para a excelente temporada das brasileiras.

- Nosso time está de parabéns pela atitude que mostrou na partida contra os Estados Unidos. Entramos sabendo que precisávamos da vitória para conquistar essa medalha de prata e jogamos focadas durante todo o jogo. Tivemos um ano sensacional. Com uma equipe renovada, conquistamos resultados importantes. Esse grupo passou por dificuldades e soube se superar. Acredito que amadurecemos como jogadoras e principalmente como equipe. Agora, vamos seguir trabalhando sabendo que precisamos evoluir e crescer para chegarmos bem no Mundial.

A campeã olímpica Tandara foi eleita a melhor oposta da competição e a central Carol ficou com o prêmio de melhor jogadora da sua posição.