Tiago Michel em ação pelo WGP (FOTO: Reprodução)

                 Thiago Michel vem de vitória sobre Fernando Nonato no WGP #27 (FOTO: Divulgação)

LANCE!
03/05/2016
11:42
Rio de Janeiro (RJ)

A contagem regressiva para a edição especial de número 30 do WGP Kickboxing está perto do fim. Neste sábado, dia 7 de maio, em São Bernardo do Campo (SP), a organização realiza nova edição com um card repleto de atrações. Um dos destaques da noite fica por conta da segunda defesa de título do campeão peso super-médio (até 78,1kg), Thiago Michel, que encara o paulista Diego Gaúcho, vencedor do último Challenger GP da divisão. O evento tem ainda outras duas lutas valendo título: o campeão dos cruzadores (até 85kg) Alex Pereira encara o desafiante Junior Alpha na luta principal da noite, e Tadeu San Martino e Nicolas Ryske duelam pelo cinturão pan-americano da WAKO, na divisão dos médios (até 75kg). O Sportv, Canal Combate e a Bandsports transmitem tudo ao vivo a partir das 20h.

A paixão do mineiro Thiago Michel pelas artes marciais vem de berço. Filho de Ely Pereira, ex-lutador de kung fu, taekwondo e kickboxing, Thiago iniciou a carreira ainda criança, aos seis anos. Seguindo as modalidades que o pai praticava, o mineiro passou a se dedicar integralmente ao kickboxing apenas aos 12 anos. Desde então não parou de competir um ano sequer e conquistou diversos títulos importantes além do cinturão do WGP, como o pan-americano profissional da WAKO, organização que rege o kickboxing pelo mundo, e o tetracampeonato pan-americano amador, da mesma WAKO.

- Meu pai nunca me induziu a fazer nada, mas como estava sempre com ele na academia, falei que queria treinar. Tinha seis anos e ele me falou: você vai fazer uma aula de judô, uma de karatê e uma de taekwondo para fazer um teste e ver qual você quer. Fiz uma aula de cada, mas já com a cabeça no taekwondo (risos). Na adolescência peguei mais gosto pelo kickboxing mesmo e vi que era aquilo que queria para mim. Sempre acompanhei meu pai nos campeonatos, é o cara que me inspirou e inspira até hoje - afirma o atleta de 31 anos.

No WGP Thiago já se sente em casa. Campeão da divisão dos super médios desde 2014, o mineiro já fez sete combates na organização. Com um cartel de 41 vitórias em 44 lutas, Thiago sabe dos perigos que seu adversário Diego Gaúcho pode lhe oferecer.

- Conheço bastante o Diego, é um atleta de ponta. Como todos que chegam na condição de desafiante ele deve estar motivado e com o gás total para me vencer. O campeão fica sempre em evidência, todo mundo quer ganhar. Mas estou bem tranquilo em relação a isso, conheço bem o trabalho do mestre dele, Munil Adriano, e a estratégia é jogar fechado e ir pontuando - afirma o atleta, que faz um pedido especial para a organização em caso de vitória.

- Tenho grande expectativa de lutar pelo WGP em Belo Horizonte, espero que o pessoal possa fazer um esforço e trazer o evento para cá na minha próxima luta - afirmou.

Experiente, Diego Gaúcho espera surpreender o campeão
Diego Gaúcho, ao contrário do que leva no nome, é natural de Bragança Paulista e diferente de seu oponente, iniciou a carreira tarde, com 19 anos, no muay thai. Depois de muita dificuldade ao abandonar o trabalho como soldador para abrir sua própria academia, ele começou a colher os frutos nos últimos cinco anos com vitórias expressivas. No WGP o atleta vem de uma sequência de sete triunfos, sendo cinco deles por nocaute. Em sua última apresentação conquistou o Challenger GP da divisão ao vencer na mesma noite Jorge Daniel e Ruan Ferreira, ambos por nocaute.

- Estou treinando muito, nunca treinei tanto na minha vida. Na minha cabeça tenho quase certeza que vou ganhar o cinturão e isso vai mudar muito minha vida. Sei que meu adversário tem muito gás, joga bem na regra, pontuando e se movimentando bastante. Mas treinei para correr atrás dele, para a hora que ele tentar partir para cima ser surpreendido e estou muito confiante em conquistar esse título - garante o atleta que soma 46 vitórias e oito derrotas na carreira.

O WGP #30 acontece em São Bernardo do Campo, no ABC Paulista. A cidade fica a cerca de 100km de Bragança Paulista, onde Diego reside. A distância, que parece longa, vai ficar pequena para cerca de 200 pessoas entre familiares, amigos e fãs que irão em ônibus e vans torcer por Gaúcho. Esse calor da torcida empolga o atleta, que garante motivação extra com tanto apoio vindo das arquibancadas.

- Vai uma galera mesmo, estamos vendo a melhor forma de levar todo mundo. O pessoal sempre me acompanha em todas as minhas lutas e sendo perto então, vai mais gente ainda. A torcida chama atenção e para mim é um privilégio pessoal poder receber esse suporte, mas estou bem focado também e se ganhar vou dedicar a todos eles - projeta.

Além das disputas de título nas três lutas mais importantes da noite, o WGP #30 conta com o #1 do ranking WGP dos pesos-pesados (até 94kg) Felipe Micheletti, que retorna para encarar Haime Morais, e o ex-desafiante ao título peso meio-médio (até 71,8kg) Bruno Gazani, que enfrenta o argentino Emanuel Ramponi. O duelo entre Wilson Djavan e Marcus Vinicius também promete e deve colocar o vencedor na linha de possíveis desafiantes ao cinturão da divisão super-leve (até 64,5kg).

WGP #30: Special Edition
Data: Sábado, dia 07 de maio de 2016
Local: Ginásio Adib Moisés Dib
Endereço: Av. Kennedy, 1155 - Parque Anchieta, São Bernardo do Campo - São Paulo
Horário: 18h20 (horário de Brasília) - Abertura dos portões as 17h30
Transmissão: Sportv, Canal Combate, Bandsports e TV Aratu (filial do SBT em Salvador) para a Bahia
Ingressos online: https://goo.gl/G1qOC2
Pontos de venda: https://goo.gl/xAokfH

WGP #30: Main Card
MAIN EVENT: Disputa de Cinturão WGP Kickboxing
K1 Rules / Peso-Cruzador (85 Kg)
Alex Pereira (Peso Pesado Team) vs Junior Alpha (Kingstar)

CO-MAIN EVENT: Disputa de Cinturão WGP Kickboxing
K1 Rules / Peso-Super-Medio (78,1 Kg)
Thiago Michel (Ely Kickboxing) vs Diego Gaúcho (Inside Munil Adriano)

Disputa de Cinturão Panamericano WAKO
Low Kicks / Peso-Médio (75 Kg)
Tadeu San Martino (San Martino Team / UFT - BRA) vs Nicolas Ryske (Picante Fight Club - ARG)

SUPER FIGHT 7
K1 Rules / Peso-Pesado (94 Kg)
Felipe Micheletti (Carseti Fight Team) vs Haime Morais (Shotgan)

SUPER FIGHT 6
K1 Rules / Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Bruno Gazani (União ABC - BRA) vs Emanuel Ramponi (RC Kickboxing - ARG)

SUPER FIGHT 5
K1 Rules / Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Wilson Djavan (UFT) vs Marcus Vinicius (Rocha União Fight)

WGP #30: Super Fights
SUPER FIGHT 4
K1 Rules / Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Ivan Ibarbe (Team Salas - BOL) vs Fernando Maestro (Corinthians Kickboxing - BRA)

SUPER FIGHT 3
K1 Rules / Peso-Super-Médio (78,1 Kg)
Thiago "Golden Boy" (Thailand Top Team) vs Inaftali Gomes (Serginho Team)

SUPER FIGHT 2
K1 Rules / Peso-Leve (60 Kg)
Felipe 'Artillero' Bocaz (Company Top Fight - CHI) vs Jhonatan Leuch (CT Célio Rodrigues - BRA)

SUPER FIGHT 1
K1 Rules / Peso-Super-Leve (64,5 Kg)
Robson "Minotinho" (Coliseu Team) vs Henrique Silva (Equipe Arena)

WGP #30: Undercard

LUTA 4
K1 Rules / Peso-Super-Pesado (+94 Kg)
Johnny Klever (Yoshinaga Fight Team) vs Junior Cassiano (Elite / RFW)

LUTA 3
K1 Rules / Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Daniel Dias (União ABC) vs Luis "Predador" Santos (A2F ARENA)

LUTA 2
K1 Rules / Peso-Super-Médio (78,1 Kg)
Virgílio Junior (Bangkok Gym) vs Marcus 'Jonn Jones' (China Team)

LUTA 1
K1 Rules / Peso-Meio-Médio (71,8 Kg)
Lucas Almeida (Liga Sorocabana de Kickboxing) vs Yanco 'Popó' (CT Benacci Team / Puro Impacto)