Viscardi Andrade venceu em retorno ao octógono (Gaspar Nobrega/Inovafoto)

                  Viscardi Andrade venceu em retorno ao octógono no UFC São Paulo (Gaspar Nobrega/Inovafoto)

Lance!
12/11/2015
18:05
Rio de Janeiro (RJ)

Não faltaram emoções para Viscardi Andrade na noite do último sábado, dia 7 de novembro, quando ele venceu o russo Gasan Umalatov pelo UFC São Paulo. Além da felicidade natural de uma vitória, o atleta viveu a sensação de voltar ao octógono após mais de um ano e meio sem lutar por conta de uma grave fatura na tíbia e fíbula, além de um sentimento de tristeza pela notícia recebida na quarta-feira que antecedeu o combate: um amigo de longa data faleceu.

Renato Santos, mais conhecido como Renatinho de Jales, sofreu um infarto aos 31 anos. Já na concentração para a luta, Viscardi Andrade lamentou a perda do amigo tão precocemente. Eles se conheceram em Jales, cidade localizada no noroeste do estado de São Paulo, terra natal do lutador. Assim, o triunfo no UFC foi dedicado ao eterno companheiro.

- Foi um momento muito difícil para mim, estava no meio do processo de perda de peso e tive que ter muita força para superar. Ele era um grande amigo que fiz no interior. Foi uma perda muito grande, senti bastante. Mas foquei na vitória para homenageá-lo, por saber que ele ficaria feliz por ver seu amigo vencer. A vitória foi para ele e para toda sua família, que espero que Deus guie e conforte neste momento complicado - desejou o paulista, que alcançou sua 18ª vitória na carreira.

A conquista recolocou Viscardi Andrade na fila de vencedores da categoria meio-médio (até 77,5kg) do UFC após o revés para Nicholas Musoke, em fevereiro de 2014. Para deixar o triunfo ainda mais especial, o lutador contou com uma grande torcida no Ibirapuera, local do show. A proximidade do ginásio com o local de treinos do atleta garantiu para ele uma torcida reforçada nas arquibancadas.

- A torcida no sábado estava incrível, os fãs fizeram uma grande festa durante todo o evento. A minha luta foi cedo, a terceira da noite, e mesmo assim a galera já estava fazendo muito barulho. Adorei a recepção, me empurraram para frente, me ajudaram na vitória. Minha família estava no ginásio, minha mãe, minha esposa, meus amigos também, alunos do CT Viscardi Andrade. Foi uma festa bonita - relembrou.

Viscardi Andrade realizou sua terceira luta no UFC, sendo dois triunfos e uma derrota. Conhecido por seu jogo de chão, o faixa-preta de jiu-jitsu desenvolveu toda a luta contra Gasan Umalatov de pé, provando sua evolução na trocação.
- Eu tinha certeza que levaria a melhor na luta em todos os sentidos, inclusive de pé. Consegui conectar boas combinações, acertei bem o russo. Fiquei feliz com minha apresentação, mesmo ausente tanto tempo. Me preparei bastante para vencer e agora quero mais. Quero voltar logo ao octógono - contou.

Antes de sua próxima luta pelo UFC, Viscardi Andrade pisa no tatame do ADCC para encarar Jorge Patino Macaco pela terceira edição do Troféu Brasil, em Barueri, São Paulo. O embate é a superluta do evento, que acontece neste domingo, dia 15 de novembro.