Aldo

               José Aldo foi o campeão dos penas mais dominante da história - (Foto: Erik Engelhart)

LANCE!
17/10/2016
10:52
Rio de Janeiro (RJ)

Ex-campeão dos penas do UFC e um dos maiores lutadores da história da organização americana, José Aldo segue com uma relação delicada com o evento presidido por Dana White e uma reunião nesta semana irá definir o futuro do manauara.

Após ser passado para trás inúmeras vezes, Aldo decidiu que não quer mais competir pelo Ultimate e irá negociar a sua liberação do contrato. O principal motivo alegado pelo brasileiro foi o fato de que o campeão dos penas, Conor McGregor irá fazer a sua terceira luta em um categoria diferente, quando disputa o cinturão dos leves contra Eddie Alvares, em 12 de novembro, em Nova York, enquanto a divisão dos penas passará o ano de 2016 sem defesa de cinturão.

E, ao que tudo indica, a relação entre Aldo e Dana White só tende a piorar, após o atual campeão interino dos penas revelar, em entrevista ao site "MMA Fighting", que lhe foi oferecida uma quantia em dinheiro para que o manauara não desse suporte a criação de um sindicato de lutadores.

- Não apenas que eu estou sendo afetado, mas eu sempre falei sobre defender um tratamento melhor para os lutadores brasileiros. Em uma conversa com o Dana ele me disse para não tomar nenhuma posição, porque o bolo seria dividido igualmente para todos, mas eu poderia pegar um grande pedaço se ficasse quieto. Nossa classe é muito desunida, isso poderia ser completamente diferente para nós brasileiros se fôssemos unidos, não apenas no MMA - revelou José.

Aldo não compete desde julho deste ano, quando derrotou Frankie Edgar na decisão unânime dos juízes e conquistou o cinturão interino da categoria. Esperava-se que o atleta lutasse pela unificação do título contra McGregor, mas o UFC tinha outros planos para o irlandês, que disputará o título dos leves.