Libertadores - Atlético nacional x Huracán (foto:RAUL ARBOLEDA / -- / AFP)

O argentino Franco Armani é goleiro dos verdolagas desde 2012 (Foto: RAUL ARBOLEDA /AFP)

LANCE!
15/06/2016
16:47
São Paulo (SP)

Se o São Paulo luta para renovar com o zagueiro Maicon para a disputa da semifinal da Copa Libertadores da América, o Atlético Nacional (COL) também tinha uma missão a cumprir até o 6 de julho, dia do jogo de ida, no Morumbi. Os verdolagas tentavam garantir que o goleiro Franco Armani, que negociava com o River Plate (ARG), ficasse para as decisões contra o Tricolor. E conseguiu. Nesta quarta-feira, o clube anunciou a renovação de contrato do goleiro por três anos.

Antes, os cartolas argentinos, segundo o jornal "El Colombiano", estavam dispostos a pagar U$ 400 mil (cerca de R$ 1,3 milhão) pelo arqueiro e aceitavam deixá-lo na Colômbia até o fim da Libertadores. Ainda assim, os dirigentes do Atlético seguiam batalhando para renovar o contrato do argentino Armani, que chegou ao clube em 2012, por mais uma temporada.

Outra frente das investidas verdolagas estava na busca por um centroavante, já que o artilheiro Copete foi negociado com o Santos. O principal nome era o de Miguel Borja, artilheiro do Campeonato Colombiano com 19 gols e que pertencia ao Cortoluá. Também nesta quarta, ele foi anunciado como reforço.

O São Paulo já vendeu mais de 31 mil ingressos para a primeira semifinal

Também do Cortluá, um dos semifinalistas do Colombiano, o Nacional contratou Edwin Velasco. O lateral-esquerdo é esperado para se apresentar até o próximo dia 20.

Além de Copete, já foram negociados o zagueiro Sánchez, que defenderá o Barcelona B (ESP), e o volante Mejía, contratado pelo León (MEX). Em ambos os casos há grandes chances de permanência para a semifinal contra o São Paulo

* Atualizada às 21h03.