Geromel - zagueiro - Grêmio (BRA)

(Foto: Lucas Figueiredo / CBF)

LANCE!
17/05/2018
15:58
Futebol Latino

Melhor zagueiro do país na atualidade, Pedro Geromel, do Grêmio foi convocado para defender a Seleção Brasileira na Copa do Mundo na última segunda-feira e durante entrevista ao programa Seleção Sportv, contou alguns bastidores dos últimos dias que antecederam o anuncio de Tite.

“Passei o mês de maio pilhado por conta da convocação. Sempre usei a tática de tentar distrair a cabeça com os jogos do Grêmio, mas na segunda-feira não teve jeito. Tomei o café e almocei tenso, depois alguém arranjou uma internet que não travava e conseguiu conectar no telão do hotel para todo mundo assistir. Assim que me nome saiu, todos comemoraram”.

Além de Geromel, o goleiro Marcelo Grohe, o volante Arthur e o atacante Luan estavam entre os favoritos para integrar a equipe de Tite. No bate-papo, o capitão afirmou que os colegas devem ter ficado frustrados com a não convocação.

“Apenas o Marcelo estava comigo na Venezuela. Os outros ficaram aqui no Brasil. Quando percebemos que ele não foi chamado, me dirigi até o Grohe, agradeci pela ajuda desde a minha chegada ao Grêmio e dei força para o trabalho continuar. Ainda não encontrei o Arthur e o Luan, mas acho que ficaram frustrados”, afirmou.

Por fim, o zagueirão foi questionado sobre a ausência de Kannemann na lista da Argentina e brincou com o assunto.

“Nós sempre conversamos sobre seleção e ainda mais agora que fui convocado. Eu fico triste por ele, mas feliz que a Argentina não terá um zagueiro tão bom quanto o Kannemann na Copa”, declarou aos risos.