Botafogo-SP

Botafogo vence o River jogo de ida, em Ribeirão Preto, e está  bem próximo do título da Série D (Foto: Rogério Moroti)

Radar/LANCE!
07/11/2015
21:46
Ribeirão Preto (SP)


Com o apoio de quase dez mil torcedores, o Botafogo de Ribeirão Preto saiu na frente na finalíssima da Série D do Brasileiro. Neste sábado, no Estádio Santa Cruz, o Pantera venceu o River-PI por 3 a 2. Todos os gols ocorreram no segundo tempo e Francis, inspiradíssimo, foi o herói, marcando os três gols da equipe paulista.  Célio Codó e o goleiro Neneca, contra, fizeram os gols dos piauienses.
Com o resultado, o Botinha precisa de um empate para sagrar-se campeão da Quarta Divisão. Mas não será tarefa fácil, pois na batalha em Ribeirão o time paulista já sabe que não terá o goleador Francis e o volante Diego Pituca, suspensos, e dificilmente contará com dois jogadores que se destacaram muito diante dos piauienses e saíram machucados: Canela e Helton. 

No primeiro tempo, o Botafogo foi superior, mas não conseguiu construir grandes oportunidades de gol, embora o atacante Canela tenha deixado a defesa piauiense com o cabelo em pé com a sua movimentação dentro da área. Após o intervalo, o treinador colocou o time do Botinha um pouco mais recuado, buscando jogadas em velocidade.  E a estratégia deu certo. Aos 12 minutos, Canela recebeu pela esquerda, escapou da falta e foi até a linha de fundo, cruzando para a entrada de Francis, que deu um toquinho para o gol.A vantagem deu toda a tranquilidade para o Botinha, que passou a apostar de vez nos contra-ataques, já que o River se lançou ofensivamente em busca do empate. Aos 24, o time da casa ampliou. Uma bola levantada na área encontrou a cabeça de Nunes, que ajeitou para Francis fuzilar o gol de Naylson e fazer 2 a 0.  
O jogo ficou aberto de vez. Nunes poderia ter feito o terceiro gol para os donos da casa, mas furou na hora de chutar. Em seguida, Junior Xuxa teve tudo para diminuir. Só que  o goleiro Neneca apareceu muito bem. Aos 36 minutos, Célio Codó, que tinha acabado de entrar, aproveitou o rebote de um chute de Thiago Dias que bateu na trave e diminuiu o placar para o River.
Os minutos finais foram sensacionais, pois os times queriam gol. Aos 42, após cruzamento da direita, a zaga rechaçou mal e Francis apareceu na segunda trave para fazer o seu terceiro gol no jogo. Só que não teve muito tempo para comemorar. Após cobrança de falta de Alex Santos pela ponta esquerda, a bola foi no bolo de jogadores e Neneca, em jogada infeliz, empurrou a bola para o seu próprio gol.
- Foi um belo jogo. Agora vamos impor o nosso ritmo lá em casa para sermos campeões - disse Thiago Dias, do River. 
Francis, que fez três gols, mas recebeu o terceiro amarelo e desfalcará o time na partida final, estava emocionado
- Foi a primeira vez que  marquei três gols em uma partida. Ganhamos a primeira  batalha. Mas agora tem o jogo lá. Será  difícil. Estaremos desfalcados e temos de ir concentrados e buscar o título contra um time que veio até Ribeirão Preto e não se intimidou - disse. 



FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO-SP 3 X 2 RIVER
Final da Série D do Brasileiro (jogo de ida)
Local: Estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto (SP)
Data: 7/11/2015, 19h (de Brasília
Árbitro: Bráulio da Silva Machado (SC)
Auxiliares: Thiago Labes (SC) e Helton Nunes (SC)
Público e Renda: 9.652 pagantes// R$ 166.160,00
Cartões Amarelos: Francis, Nunes, Diego Pituca, Rodrigo Thiesen (BOT); Celio Codó e Thiago Dias (RIV)
GOLS: Francis, 12'/2ºT (1-0), Francis, 24'/2ºT (2-0), Célio Codó, 38'/2ºT (2-1), Francis, 42'/2°T (3-1), Neneca, contra, 44'/2ºT (3-2) 

Botafogo-SP: Neneca; Samuel Santos (Daniel Borges, 18'/2ºT), Caio Ruan, Mirita e Augusto Ramos; Rodrigo Thiesen, Diego Pituca; Helton Luiz (Carlos Henrique, 7'/2ºT), Canela (Vitor Hugo, 38'/2ºT) e Francis; Nunes. TEC: Marcelo Veiga

River-PI: Naylson; Toti (Alex Santos, 19'/2ºT), Índio, Rafael Araújo e Jadson; Kássio, Thiago Dias, Rogério (Célio Codó, 31'/2ºT) e Júnior Xuxa (Amorim, 41/2ºT); Eduardo e Fabinho. TEC: Flávio Araújo