Figueirense x Chapecoense (Foto: Eduardo Valente/Lancepress!)

Dener Assunção escapa do carrinho e leva a Chapecoense ao ataque (Foto: Eduardo Valente/Lancepress!)

RADAR/LANCE!
22/11/2015
19:02
Florianópolis (SC) 


Figueirense e Chapecoense fizeram um jogo fraco neste domingo, no Orlando Scarpelli, em Florianópolis.  Já garantida na Série A de 2016 após a vitória sobre o Internacional na rodada passada, a Chape jogou nitidamente para o empate, sem ousadia. Precisando acumular pontos, o Figueirense foi mal na primeira etapa, voltou melhor após o intervalo, mas perdeu ótimas chances, que pararam nas mãos do goleiro Nivaldo. No fim,  0 a 0. O Figueira, que não perde este duelo catarinense desde 2013, foi para 40 pontos e segue correndo risco de rebaixamento. A Chapecoense tem 47 pontos .

O primeiro tempo foi bastante truncado, nervoso e ruim, tanto tático quanto tecnicamente. Apesar de jogar em casa, o Figueirense não mostrou iniciativa e mal conseguiu organizar suas jogadas. O (falso) controle da partida também não foi o suficiente para a Chapecoense sequer ameaçar a meta de Alex Muralha. Os espaços para os contra golpes eram pouquíssimos aproveitados pelos visitantes, que exploraram a velocidade para atacar, mas não assustaram durante os 45 minutos nivelados por baixo no Orlando Scarpelli.

Precisando urgentemente da vitória, o Figueira mudou o cenário da partida no segundo tempo. Ainda antes dos 15 minutos, as duas chances claras só não foram convertidas em gol por causa das ótimas intervenções do veteranos goleiro Nivaldo, de 41 anos.   Ele defendeu um chute de Dudu e uma cabeçada de Clayton à queima roupa.

Somente depois dos 21, a Chapecoense chegou com mais intensidade, na finalização de Camilo. Mas o tempo passou e os jogadores voltaram a apresentar sinais de nervosismo. O Figueirense ainda esboçou uma nova pressão, mas sem surtir efeito e ainda lamentando uma cabeçada de Thiago Santana no último ataque (passou por cima). Melhor para a Chapecoense, que saiu satisfeita com o empate, já que não corre mais perigo de ser rebaixada.

Com o resultado, o Figueirense está com 40 pontos e vendo o Z4 à sua porta, enquanto a Chapecoense vai a 47. Nas últimas duas rodadas do Brasileirão, a equipe de Hudson Coutinho terá o São Paulo (fora) e o Fluminense (em casa) para definir seu futuro no Brasileirão. Já a Chapecoense recebe o Goiás e visita o vice-líder Atlético-MG no encerramento da competição.

FICHA TÉCNICA


FIGUEIRENSE 0 X 0 CHAPECOENSE
36ª rodada da Série A do Brasileiro

Local: Orlando Scarpelli, em Florianópolis (SC)
Data-hora: 23/11/2015 – às 17h
Árbitro: Anderson Daronco (FIFA-RS)
Assistentes: Kleber Gil (FIFA-SC) e Herman Brumel (SP)
Cartões amarelos: João Vitor (FIG), Apodi, Cleber Santana e Vilson (CHA)
Renda e Público: R$ 140.260,00/ 9.635 pagantes (10.057 presentes)

FIGUEIRENSE: Alex Muralha; Leandro Silva, Marquinhos, Thiago Heleno e Juninho; Fabinho, João Vitor, Yago e Rafael Bastos (Thiago Santana, 19'/2ºT); Clayton (Suéliton, 38'/2ºT) e Dudu (Marcão, 27'/2ºT).
Técnico: Hudson Coutinho

CHAPECOENSE: Nivaldo, Apodi, Vílson, William Thiego e Dener Assunção; Bruno Silva, Kleber Santana, e Camilo (Neném, 32'/2ºT); Ananias (Hyoran, 41'/2ºT), Maranhão e William Barbio (Tiago Luís, 29'/2ºT). Técnico: Guto Ferreira