Serra Talhada - PE

Presidente do Serra Talhada diz: 'Podemos ter apenas jogos no interior' (Foto: Divulgação)

Vinícius Faustini
27/01/2016
08:30
Recife (PE)

O que era o desejo de deixar o Campeonato Pernambucano mais acirrado e evitar que Sport, Santa Cruz e Náutico sofressem com o desgaste de competições simultâneas culminou em muita insatisfação. Prestes à rodada final do Primeiro Turno se realizar, os clubes de menor investimento se dizem preteridos por ter apenas dois credenciados para o Hexagonal Final. 

- As equipes do interior buscaram se qualificar mas, desde 2014, pegaram todos de surpresa e a gente luta para estabelecer um padrão. Investimos no clube, e corremos o risco de, em caso de não passar no Primeiro Turno, só ter jogos no interior! Parece que só querem que tenha campeonato regional a partir de agora - desabafou o presidente do Serra Talhada, José Raimundo Filho, ao LANCE!.

O vice-presidente do América, Carlos Monez, também destaca a sensação de jogar um "campeonato secundário". Aos seus olhos, o clube, único representante da capital atuando no Primeiro Turno, que teve início em 10 de janeiro. 

-  A gente fica como a sensação de que está jogando uma Série A2 dentro da Primeira Divisão. Falam que é um problema de datas nacionais, que tem a Copa do Brasil e a Copa do Nordeste, mas isso acaba enfraquecendo o Campeonato Pernambucano.  A gente sofre ainda mais porque é clube de Recife, e precisa de investimento de sócios e torcedores para ajudar.

O técnico do Central, Flávio Barros, também admitiu a dificuldade para contar com um elenco mais forte devido ao risco de falta de visibilidade e aos obstáculos causados pela maratona de jogos:

- A gente sabia que tinha dificuldades para montar um grupo. É um risco muito grande, mas planejamos o máximo possível para contar com atletas de qualidade para ajudar o Central.

Já Flávio Manta, técnico do Porto, disse que o clube recorreu a um "trunfo" para driblar o caminho das pedras:

- É uma fase preparatória, difícil. Mas a gente teve uma logística, uma infraestrutura para contar com as categorias de base e garantir uma equipe nesta temporada.

Aos trancos e barrancos do Pernambucano, resta esperar a bola rolar a partir das 21h30 (de Brasília) para saber quais clubes encararão Sport, Náutico, Santa Cruz e Salgueiro, que foi finalista do ano anterior, no Hexagonal Final. Já os outros seis clubes terão de lidar com a luta do Hexagonal Contra o Rebaixamento.