Equador x Uruguai (foto:AFP)

Equador, pela primeira vez na história, venceu as três primeiras partidas das Eliminatórias  (foto: AFP)

LANCE!
12/11/2015
21:00
Quito (ECU)

Depois de passar incólume pelo ar rarefeito de La Paz, a indômita seleção uruguaia não pôde com a altitude de Quito e foi derrotada pelo Equador por 2 a 1, nesta quinta-feira, no Atahualpa, pela terceira rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo de 2018. No entanto, cabe ressaltar que a Celeste não foi atropelada somente pelos 2.800 metros acima do nível do mar. Do outro lado, houve um adversário que sabe aproveitar o mando de campo para conseguir um outro ótimo resultado na competição.

O Equador chega a três vitórias em três jogos e segue na parte alta da tabela, com 100% de aproveitamento. Já o Uruguai cai pela primeira vez nas Eliminatórias, mas ainda está em situação confortável.


O Uruguai não se entregou diante das adversidades. A Celeste tentou lançamentos profundos e não deu certo. Depois, explorou as subidas de Sánchez, outra vez sem efeito. A altitude não entra em campo, mas influencia. Cavani chegou a tropeçar sozinho duas vezes em lance de ataque dos bicampeões mundiais.

Já a seleção da casa encaixou boas jogadas. Numa delas, o lateral direito Paredes apareceu na área e rolou para trás. Caicedo emendou e colocou a bola no barbante adversário.

Equador x Uruguai (foto:AFP)
Equador trabalhou coletivamente no primeiro gol  (foto: AFP)


A Celeste não baixou a guarda. Logo no início da segunda etapa, Cavani se antecipou à zaga rival e deixou tudo igual. O atacante do Paris Saint-Germain só não virou o jogo logo em seguida porque a trave não deixou.

Equador x Uruguai (foto:AFP)
Cavani deu esperança aos uruguaios (foto:AFP)


Os sustos e o domínio provisório do adversário deixaram o Equador mais atento. A equipe passou a anular a criação uruguaia e ir para cima com muito perigo. Muslera salvou arremate de Noboa, mas não conseguiu segurar disparo de Montero. Fidel Martínez apanhou o rebote e deixou os donos da casa mais uma vez em vantagem.

Até o apito final, o Equador imprimiu um ritmo de muita correria e velocidade. Os visitantes lutaram. Mas o jogo ficou mesmo nas mãos dos anfitriões.

FICHA TÉCNICA

EQUADOR 2 x 1 URUGUAI


Local: Atahualpa, em Quito (ECU)
Data e hora: 12 de novembro de 2015, às 19h (horário de Brasília)
Árbitro: Ricardo Ribero (BRA)
Auxiliares: Fabricio Da Silva (BRA) e Rodrigo Correa (BRA)
Cartão Amarelo: Quiñones, Achilier, Paredes (ECU); Maxi Pereira, Godín (URU)
Cartão Vermelho: -
Gols: Caicedo, 23'/1ºT (1-0); Cavani, 3'/2ºT (1-1); Fidel Martínez, 12'/2ºT (2-1)

EQUADOR: Domínguez, Paredes, Erazo, Achillier e Ayoví; Quiñones (Alex Bolaños, 8'/2ºT), Noboa, Fidel Martínez e Montero (Mena, 44'/2ºT); Miler Bolaños (Cazares, 37'/2ºT) e Caicedo. Técnico: Gustavo Quinteros.

URUGUAI: Muslera; Maxi Pereira, Coates, Godín e Cáceres; Sánchez, Álvaro González (Álvaro Pereira, 43'/2ºT), Arévalo Ríos e Lodeiro (Rolán, 18'/2ºT); Abel Hernández (Santos, 40'/2ºT) e Cavani. Técnico: Celso Otero.