Platini

Platini ainda busca mudar sua pena de oito anos de suspensão imposta pela Fifa (Foto: GABRIEL BOUYS/STF)

RADAR/LANCE!
06/04/2016
16:57
Paris (FRA)

Em entrevista ao canal de TV BeIN Sports - que pertence à Al Jazeera -  Michel Platini disse que foi vítima de uma injustiça ao ser punido pela Fifa e que, após meses, ainda não sabe o motivo da sanção. E que seus inimigos políticos tiveram grande influência.

- Tinha gente querendo me prejudicar, pois não queriam que eu tomasse as rédeas do futebol mundial. Afinal, eu iria mudar muita coisa. Não gosto de injustiças, luto contra ela. E quero acabar com essa injustiça que fizeram comigo. Por isso espero a decisão do CAS, pois não sei o que eu fiz. Estou esperando que me digam qual culpa eu tive - disse.

Em relação a Joseph Blatter, que assim como o francês está suspenso por oito anos, Platini lembrou que o mandatário da Fifa entre 1998 e 2015 não pode ser pintado apenas como o diabo.
 
- Blatter talvez tenha cometido erros. Mas ele também fez coisas boas para o futebol.

Já sobre Gianni Infantino, o novo presidente da Fifa que foi durante anos o seu secretário-geral na Uefa, Platini não pareceu muito entusiasmado, mas deu um voto de confiança:

- Teria de ser alguém para assumir a presidência. Enfim, foi o Infantino.  Provavelmente teremos maior transparência. E o novo presidente tem meios para fazê-lo.