HOME - Benfica x Zenit - Liga dos Campeões - Jonas (Foto: Francisco Leong/AFP)

Jonas é artilheiro disparado do Benfica (Foto: Francisco Leong/AFP)

Vanda Cipriano, editor do 'Record' (POR)
19/03/2016
15:49
Lisboa (POR)

Na tarde deste sábado, a CBF, anunciou que o atacante Jonas, do Benfica, foi convocado pelo técnico Dunga para os dois jogos da Seleção Brasileira - contra Uruguai e Paraguai - válidos pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2018.

O atacante, destaque e artilheiro dos portugueses, chega para substituir Roberto Firmino, do Liverpool, da Inglaterra, cortado devido a uma lesão. Veja abaixo a opinião de Vanda Cipriano, editora do jornal "Record", parceiro do LANCE! em Portugal.

"Sua convocação foi justa. Sabemos que o Brasil é um país com vários bons jogadores, principalmente no setor ofensivo, com concorrência grande. Em uma situação normal, seria difícil que o Jonas fosse convocado, até pela sua idade, já está com 31 anos. Porém, por causa das circunstâncias que aconteceram, pelo momento do atacante do atacante do Benfica, seria esquisito se não fosse lembrado por Dunga.

Jonas está sendo um dos jogadores mais influentes nesta temporada no Benfica. Isso é evidente até pelos números. É o melhor marcador do Campeonato Português com 28 gols em 26 partidas. Está entre os grandes do time nesta temporada, ao lado de Renato Sanches, que é um jovem que está dando um enorme contributo ao time. Agora, Jonas está efetivamente acima da média neste ano.

O fato de ele não estar fazendo gols contra os times grandes de Portugal não diminui a sua temporada. Quando ele estava na Espanha, fez contra as potências, no Brasil também. Também, já pelo Benfica, fez gols em Liga dos Campeões, inclusive contra o Zenit nas oitavas de final.

O que quero dizer é que acabou se criando um estigma por causa disso. Porém, ele é experiente e não se deixa influenciar por causa disso. Não diminui em nada a sua temporada".