Apesar de suspenso, Platini formalizou candidatura (Foto: Fabrice Coffrini / AFP)

Segundo ministro, Platini poderá restaurar sua honra (Foto: Fabrice Coffrini / AFP)

POOL LANCE! / L'Equipe
07/01/2016
18:48
Paris (FRA)

A opção de Michel Platini por retirar sua candidatura à presidência da Fifa rendeu a solidariedade do ministro dos Esportes da França nesta quinta-feira. Ao "L'Équipe", Patrick Kanner qualificou a decisão como "sensata", e mostrou confiança de que o ex-jogador terá condições de defender seus direitos como dirigente:

- Esta é uma decisão responsável que ele foi obrigado a tomar. Ele tinha entrado em uma corrida contra o tempo, e não teve tempo para fazer uma campanha. Agora, em vez de se dedicar a esta responsabilidade que é estar à frente da Fifa, Platini se dedicará à sua defesa, para fazer valer seus direitos.

Kanner espera que Platini encontre condições de "restaurar sua honra", e diz que ele tem condições de fazer uma "limpeza geral na Fifa":

- Desejo que sua honra seja restaurada e ele possa retomar suas responsabilidades à frente da Uefa. Sigo convencido de que ele seria um presidente capaz de limpar a Fifa, e creio que as acusações de uma ligação com Sepp Blatter foram feitas por alguém que queria provocar sua queda.