Jerome Valcke (Foto: Vanderlei Almeida/ AFP)

Ex-secretário geral da Fifa, Jerome Valcke, será processado pelo Comitê de Ética (Foto: Vanderlei Almeida/ AFP)

RADAR/LANCE!
07/01/2016
08:39
Zurique (SUI)

Na manhã desta quinta-feira, em comunicado divulgado no site oficial da Fifa, o Comitê de Ética da entidade máxima do futebol mundial anunciou a abertura de um processo contra o ex-secretário-geral da Fifa, Jérome Valcke. Na quarta, o Comitê já havia anunciado uma nova punição a Valcke, desta vez por 45 dias.

Coordenada por Hans-Joachim Eckert, a câmara de decisão do Comitê concluiu o relatório sobre as investigações sobre Valcke, suspeito de participar de um esquema de corrupção na Copa do Mundo de 2014, realizada no Brasil. Apesar da ação contra o ex-secretário geral da Fifa, o comunicado não traz nenhum detalhe sobre a conclusão das investigações.

- A câmara de decisão estudou o relatório com cuidado e decidiu instituir um procedimentos formais contra o senhor Valcke. Por razões ligadas à privacidade e ao pressuposto de inocência até prova de culpa, a câmara de decisão não irá publicar mais detalhes no momento - diz um trecho do comunicado.

Valcke foi suspenso de suas atividades na Fifa em outubro, suspeito de corrupção, assim como o presidente da entidade, Joseph Blatter, e o mandatário da Uefa, Michel Platini. Em dezembro, Blatter e Platini foram suspensos de quaisquer atividades ligadas ao futebol pelo período de oito anos. O caso de Valcke ainda é incerta, mas comenta-se que o ex-secretário poderá ser suspenso por até nove anos.

Além de ser investigado por suas ações na Copa do Mundo de 2014, como venda ilegal de ingressos, por exemplo, Valcke também é investigado pelo Ministério Público da Suíça.