LANCE!
20/12/2016
10:54
Yokohama (JAP)

Cristiano Ronaldo fez três gols na final do Mundial de Clubes, colaborou diretamente com o título do Real Madrid em cima do Kashima Antlers, mas o jogo também teve outro personagem: o árbitro Janny Sikazwe. 

O juiz de Zâmbia causou muita polêmica ao decidir não expulsar o zagueiro merengue Sergio Ramos nos minutos finais do tempo regulamentar. Na última segunda-feira, ele explicou a atitude.

- Foi uma falha de comunicação. Só aconteceu por uma falta de comunicação entre meu assistente e eu. Ele me indicou a falta e me disse pelo comunicador: 'sem cartão'. Entretanto, eu entendi: 'com cartão'. Não foi mais que isso. Uma falta de entendimento - disse Sikazwe ao site "Filgol.com", complementando sobre um possível uso do recurso de vídeo:

- Não foi uma decisão pela arbitragem de vídeo, mas algo que ficou entre eu e meu assistente - concluiu o árbitro, que chegou a pôr a mão no bolso para aplicar o cartão, mas desistiu.

A decisão entre Real Madrid e Kashima Antlers teve seu fim apenas com a prorrogação, uma vez acabou empatada em 2 a 2 nos 90 minutos. No tempo extra, o time espanhol fez dois gols e ficou com o seu quinto troféu do Mundial.