Jogadores comemoram gol de Priskin (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)

Jogadores comemoram gol de Priskin, o primeiro da Hungria na partida (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)

LANCE!
15/11/2015
19:41
Budapeste (HUN)

A Hungria está na Eurocopa. A seleção do leste europeu venceu novamente a Noruega, agora em Budapeste, por 2 a 1, e voltou ao torneio continental após 44 anos. Os gols da classificação foram marcados por Priskin e Henriksen (contra). O mesmo Henriksen descontou para os visitantes. O jogo serviu também para homenagear Marton Fulop, ex-goleiro húngaro da seleção, que faleceu na semana passada vítima de câncer no braço.

O primeiro gol saiu logo aos 13 minutos em um dos primeiros ataques da partida. O atacante Priskin recebeu lançamento longo, mas mesmo com três zagueiros à frente, limpou e chutou no ângulo, sem chances para Nyland.

Apesar da vantagem, a posse de bola era toda da Noruega. Só que os nórdicos não sabiam o que fazer com ela e não ameaçavam. Por outro lado, a Hungria seguia arriscando chutes. A primeira chance dos visitantes veio somente aos 25 minutos, em lance de Alessami. Mas a melhor chance foi no fim da primeira etapa. Odegaard, jovem de 16 anos do Real Madrid, cobrou escanteio e Hovland cabeceou na trave.

Jogo teve um minuto de silêncio (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)
Jogo teve um minuto de silêncio (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)


No segundo tempo, a Noruega partiu com tudo para o ataque e precisava de dois gols para sair com a classificação. Mas quem apareceu foi a Hungria, que colocou uma bola no travessão com Dzsudzsák.

Homenagem ao ex-goleiro Fulop (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)
Homenagem ao ex-goleiro Fulop (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)

A partida ficou mais movimentada no final. Aos 37 minutos, Dzsudzsák cobrou escanteio Böde desviou e o meia Henriksen marcou contra o próprio patrimônio. Era o segundo dos húngaros, para a festa da torcida, que lotou o estádio.

Quatro minutos depois, o mesmo Henriksen se redimiu do gol contra e fez a favor dos noruegueses. Berget chutou forte, Király defendeu, mas o capitão nórdico pegou o rebote e descontou. 

Torcida fez a festa em Budapeste (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)
Torcida fez a festa em Budapeste (Foto: Attila Kisbedenek / AFP)