Neymar - Barcelona x Atlético de Madrid

Neymar pode voltar a ficar na mira da Justiça espanhola (Foto: PAU BARRENA / AFP)

LANCE!
07/10/2016
12:26
Barcelona (ESP)

O Ministério Fiscal da Espanha solicitou ao juiz José de la Mata que processe o atacante Neymar, o seu pai, o Barcelona, o ex-presidente do clube espanhol Sandro Rosell e o Santos por indícios de corrupção e fraude no valor divulgado ao grupo DIS, por conta da transferência do brasileiro para o time catalão. A empresa era dona de 40% dos direitos econômicos do jogador.

O processo movido pelo grupo DIS em relação à transferência de Neymar para o Barça havia sido arquivado pelo magistrado. A empresa entrou com ação na Audiência Nacional da Espanha apontando irregularidades na negociação.

Segundo o fisco da Espanha, Neymar, seu pai, Rosell e o ex-presidente do Santos, Odílio Rodrigues, além dos clubes, promoveram corrupção na transferência.

O grupo DIS reivindicava o direito de receber 40% do valor total do negócio, que, de acordo com a Audiência Nacional, chegou a 83,3 milhões de euros (cerca de R$ 300 milhões). Mas a empresa recebeu apenas o percentual referente a 17 milhões de euros (R$ 61 milhões), que foi pago pelo Barcelona ao Santos pela aquisição dos direitos econômicos do atacante.