Cristiano Ronaldo - Barcelona x Real Madrid

Cristiano Ronaldo durante o clássico diante do Barcelona, pelo Campeonato Espanhol (LLUIS GENE / AFP)

RADAR/LANCE!
01/01/2017
13:14
Madri (ESP)

A China tem sido motivo de preocupação para grandes equipes do mundo por conta do seu mercado atrativo financeiramente. No entanto, a recente proposta de um clube chinês de 257 milhões de libras (R$ 1 bilhão) recusada por Cristiano Ronaldo é prova de que para o português o dinheiro não é tudo.

- Para um jogador (o dinheiro) é algo muito importante para a independência após o futebol. É assim que vejo dinheiro, algo para me dar comodidade quando terminar a carreira - disse CR7, em entrevista à televisão egípcia On E, complementando:

- Tento ser o melhor na minha profissão e trabalho para isso. Ser o jogador mais bem pago ou o jogador mais valioso, não é isso o que me motiva. O que me motiva é jogar futebol e ser o melhor. Amo o meu trabalho, adoro jogar e me divirto. É isso que procuro: deixar as pessoas próximas de mim felizes, meus fãs e a mim também - afirmou. 

Cristiano Ronaldo também falou sobre a relação com o filho, Cristiano Ronaldo Júnior. O português disse que o pequeno entente que a vida confortável que tem é fruto de muito trabalho e dedicação.

- O meu filho nasceu num bom momento. Sabe que vive numa casa bonita, que o pai tem carros bonitos, mas sabe como foi difícil conseguir tudo isso. Sabe que o pai trabalha muito, vê a minha dedicação em casa, onde depois dos treinos com o Real Madrid trabalho com o meu preparador físico pessoal - concluiu Ronaldo.