Chiellini (Foto: Marco Bertorello / AFP)

Chiellini já enfrentou grandes craques do futebol mundial (Foto: Marco Bertorello / AFP)

LANCE!
10/03/2016
11:10
Turim (ITA)

Zagueiro, Chiellini já esteve em missões das mais ingratas no futebol: marcar os principais atacantes do mundo. Na Copa do Mundo de 2014, o defensor enfrentou Luis Suárez, que o mordeu durante o Mundial em jogo entre Uruguai e Itália. Na última edição da Liga dos Campeões, encarou Cristiano Ronaldo na semifinal, levou vantagem sobre o português e a Juventus avançou à decisão. No entanto, no jogo derradeiro, Lionel Messi estava lá (acompanhado de Neymar e do Pistoleiro no setor ofensivo do Barcelona). O argentino, segundo o atleta da Velha Senhora, é preciso rezar para tentar pará-lo.

- Conhecer os adversários é essencial, porque te permite entender as características deles. Com Cristiano Ronaldo, por exemplo, pode-se tentar marcá-lo caindo para a direita. Com Messi, é melhor rezar. Mas falando sério, cada jogador tem as suas características e também é preciso analisar aspectos psicológicos - disse o zagueiro, à "Eurosport".

A Juventus era considerada zebra contra o Real Madrid, mas venceu na Itália por 2 a 1 e empatou na capital espanhola em 1 a 1. Vaga na decisão para enfrentar o Barcelona, o que não tirou o status de azarão da Velha Senhora. Apesar da derrota na final por 3 a 1, Chiellini acredita que a equipe poderia ter saído com resultado melhor.

- Acho que poderíamos ter ganho porque tivemos ocasiões. Poderíamos ter feito melhor e é evidente que não fizemos um jogo perfeito, mas se tivermos de jogar novamente contra eles, estaremos prontos - opinou.