Gorka Villar falou, mas não deu explicações (Foto: Igor Siqueira)

Gorka Villar falou, mas não deu explicações (Foto: Igor Siqueira)

Igor Siqueira
26/11/2015
15:56
Rio de Janeiro (RJ)

Apesar de pregarem o discurso da transparência, as ações da Conmebol sobre o futuro político de Marco Polo Del Nero vão na contramão. O diretor geral da entidade sul-americana, Gorka Villar, foi o escolhido para falar com a imprensa após a reunião do Comitê Executivo da Conmebol, nesta quinta-feira, no Rio, mas, talvez, fosse melhor nem ter aparecido.

Indagado sobre o motivo da renúncia de Del Nero ao cargo no Comitê Executivo da Fifa, Villar afirmou:

- É uma questão que diz respeito a ele. Não posso fazer comentário, não vou fazer comentário.

Em seguida, sobre o indicado como substituto, Fernando Sarney, Gorka emendou:

- Não vou fazer consideração sobre isso, porque não é minha competência, e sim do Comitê Executivo da Conmebol - disse o espanhol, que participou da reunião do Comitê.

Os dirigentes da Conmebol se reuniram desde as 9h na CBF e receberam de Del Nero a carta de renúncia.